CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Mãe faz alerta aos pais após filha com deficiência sofrer ataques

O episódio de bullying virtual começou após a divulgação de um ensaio fotográfico da adolescente, que sonha em ser modelo

Por Da Redação Atualizado em 11 ago 2021, 19h31 - Publicado em 11 ago 2021, 19h17

Mariana Alvarez usou as redes sociais para demonstrar o quão chateada ficou ao ver a filha de 13 anos, a Maria Luiza, sendo vítima de bullying na internet. As ofensas começaram após a divulgação, no Instagram, de um ensaio fotográfico que a menina fez, em que sua órtese na perna aparece. 

A mãe da estudante disse ao G1 que resolveu fazer o post para apoiar outras pessoas que passam pelo mesmo tipo de opressão. “Não foi um ato em si que me incomodou, foi um estopim. Isso deu um start para falar porque, inclusive, vou ser voz e outras pessoas podem se identificar comigo”, declarou.

View this post on Instagram

A post shared by @mari_alvarez

Desde os seis anos, Malu usa a órtese e duas muletas para movimentar a perna esquerda. Já a direita ela conseguiu recuperar 90% dos movimentos após anos de fisioterapia. A ideia inicial do ensaio era de levantar a autoestima da adolescente.

Continua após a publicidade

Porém, durante uma chamada de vídeo, outros jovens fizeram ofensas como: “E aí Malu? Você sabe jogar futebol? Tem a perna biônica, né? Kkkkk”.

Para a mãe, a atitude foi uma violência gratuita contra a menina. “Não eram nem amigas e amigos dela, alguns conhecidos entraram na sala [de vídeo chamada em que Maria Luiza estava] só para fazer isso com ela”, desabafou. 

Não pode mais se repetir: garoto se suicida após ataques homofóbicos

Mariana disse também que a filha sempre foi forte e encara a deficiência de forma leve apesar de tudo. “Minha filha é muito de boa. Quando ela ficou doente, fiquei com medo de ela ter depressão, mas nunca precisou tomar nada. Levou tudo numa boa”, contou. 

Malu ainda não tem um diagnóstico fechado, mas os médicos que a acompanham acreditam que ela possui polio like, uma síndrome muito rara.

Mesmo com as reações negativas, o ensaio reacendeu um sonho antigo de Maria Luiza de ser modelo, que foi deixado de lado após a notícia da síndrome. “Ela sempre quis, sempre teve vontade. Na adolescência, começou a não querer mais por causa da órtese, mas quando fez essas fotos despertou um negócio nela que estava adormecido”, comemorou a mãe.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade