Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

José Mayer é sondado para novela global de 2019

Emissora teria vetado a participação do ator em "O Sétimo Guardião", apesar da tentativa do autor

Por Da Redação - Atualizado em 7 ago 2017, 16h49 - Publicado em 7 ago 2017, 12h31

O ator José Mayer voltou a ser sondado para a próxima novela de Aguinaldo Silva, O Sétimo Guardião, adiada para 2019.

Quatro meses após ter sido denunciado por assédio sexual à figurinista Su Tonani e ter assumido o crime por meio de nota elaborada por uma empresa de assessoria, Mayer foi convidado novamente pelo novelista, que sempre demonstrou apoio ao ator.

A novela estava prevista para o primeiro semestre de 2018 e foi adiada para 2019. Segundo Aguinaldo Silva, a mudança teria ocorrido para dar férias à equipe, uma vez que a direção artística será a mesma de A Força do Querer, no ar atualmente.

Leia mais: Assédio sexual e moral no trabalho: como identificar e denunciar? 

Mayer foi afastado pela Rede Globo de A Lei do Amor assim que a denúncia de Tonani repercutiu na esfera pública para “descansar a imagem” do ator. Além disso, ele teria que abandonar os personagens “sedutores”.

Continua após a publicidade

Humberto Martins havia sido anunciado como o substituto de José Mayer em O Sétimo Guardião após o afastamento. Para o autor da novela, no entanto, Mayer é “um ator imprescindível”.

O folhetim terá como protagonistas a atriz Marina Ruy Barbosa e o ator Cauã Reymond.

Entenda o caso

Em carta publicada na coluna #AgoraÉQueSãoElas, do jornal Folha de S.Paulo, em 5 de abril, Tonani contou que, nos bastidores da novela A Lei do Amor, o ator um dia elogiou a sua beleza. Em pouco tempo, os “elogios” foram se transformando. “Do ‘como você se veste bem’, logo eu estava ouvindo: ‘como a sua cintura é fina’, ‘fico olhando a sua bundinha e imaginando seu peitinho’, ‘você nunca vai dar para mim?’ ”, escreveu.

“Em fevereiro de 2017, dentro do camarim da empresa, na presença de outras duas mulheres, ele colocou a mão esquerda na minha genitália”, relatou a figurinista. Ela afirma ter procurado a área de recursos humanos da empresa à época, que lhe prometeu tomar as medidas cabíveis, mas nada aconteceu.

Su Tonani decidiu não prestar queixa ou processar o ator e pede apenas para ter sua vida de volta: Reservo a mim o direito de encerrar esse assunto. Chego ao final da minha jornada. Estou no limite da minha capacidade emocional de seguir na linha de frente dessa luta. Peço que respeitem os meus limites, violados anteriormente, quando tudo isso começou. Outras podem assumir a frente dessa luta. E eu me comprometo a sempre apoiá-las, assim como fui apoiada por tantas”.

Continua após a publicidade
Publicidade