Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Ghislaine Maxwell teria cópia de vídeos incriminatórios de Jeffrey Epstein

Ex-namorada de milionário deve usar acervo comprometedor como moeda de troca para reduzir pena

Por Ana Claudia Paixão - Atualizado em 7 jul 2020, 10h05 - Publicado em 7 jul 2020, 11h00

A prisão de Ghislaine Maxwell e seu depoimento para o FBI sobre a rede de exploração sexual de menores tem tirado o sono de muita gente famosa. Ghislaine e o ex-namorado, o milionário Jeffrey Epstein, circulavam entre as celebridades e políticos mais influentes, que frequentavam festas e eventos que o casal promovia. Segundo o site PageSix, Ghislaine vai usar o vasto acervo de vídeos e fotos comprometedoras, com famosos tendo relações sexuais com menores, como “segurança” para depor. O conteúdo desse material pode incriminar mais gente na rede de pedofilia liderada por Epstein.

Ghislaine, que estava detida em New Hampshire, a mais de 5 mil quilômetros de Nova York, já está numa cela do FBI no Brooklyn, aguardando julgamento. Ela é acusada de tráfico sexual de menores e perjúrio (por ter mentido sobre seu conhecimento e envolvimento com o crime).

No documentário da Netflix,  Jeffrey Epstein: Poder e Perversão, há mais de um episódio onde sobreviventes e testemunhas relatam que toda movimentação nas casas e na ilha de Jeffrey Epstein eram gravadas. Segundo um amigo de Ghislaine, o jornalista Christopher Mason, a empresária – que tem cópia de todo acervo – está disponibilizando o material como parte de sua negociação para reduzir sua pena.

“Ghislaine sempre foi muito safa. Ela não estaria com Epstein por tantos anos sem algum tipo de seguro”, Mason disse ao Daily Mail. “O acervo secreto das fitas sexuais pode acabar sendo sua carta de saída da prisão, se as autoridades estiverem interessadas em fazer a troca. Ela tem cópia de tudo que Epstein tinha. Essas fitas podem implicar muita gente. Se Ghislaine cair, ela leva muita gente com ela”, ele sugere. A preocupação atual do FBI é evitar que Ghislaine Maxwell  tenha o mesmo destino de Epstein, que foi encontrado morto em sua cela após um aparente (e oficial) suicídio.

Continua após a publicidade
Patrick McMullan/Getty Images

“Epstein não gostava apenas de se gravar com as menores, ele queria ter certeza de ter algo contra os ricos e famosos que estavam levando vantagem com os vícios dele. Eu aposto que quando for oficializado que Ghislaine tem essas fitas esses homens estarão se contorcendo de medo”, disse outra fonte que não quis revelar o nome ao jornal. “Ghislaine já deixou claro que tem escondidos pendrives com cópias de tudo. Ela sabe onde os corpos estão enterrados e ela vai usar de tudo para se salvar”, acrescenta.

Agora que está em Nova York, os depoimentos oficiais, assim como a negociação com a Justiça americana, avançam. Há mais participantes da rede de abuso que ainda não foram indiciados e as sobreviventes querem que eles também sejam julgados. Ghislaine Maxwell, no entanto, chefiava o esquema ao lado de Epstein, e sua prisão foi celebrada como uma das maiores vitórias de todo processo.

 

Publicidade