Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Fofura: panda gigante dá à luz gêmeos em Madri

O zoológico classificou o nascimento como "uma grande contribuição à conservação"

Por Da Redação Atualizado em 7 set 2021, 17h21 - Publicado em 7 set 2021, 13h48

Na última segunda-feira (6), uma panda deu à luz dois filhotes gêmeos no Zoológico de Madri. A instituição considerou o nascimento como “uma grande contribuição” para a conservação da espécie, que corre risco de ser extinta.

Em comunicado oficial, o Zoo Aquarium de Madrid informou que a fêmea, chamada de Hua Zui Ba, deu à luz o primeiro filhote às 8h30 e, após mais de quatro horas em trabalho de parto, o segundo filhote veio ao mundo.

Pandas gêmeos
Os filhotes são “uma grande contribuição” para a conservação da espécie Instagram/@zoo_aquarium_madrid/Reprodução

No vídeo divulgado do nascimento, a panda aparece expelindo o primeiro filhote. O animal rosado, pequeno e sem pelos emitia guinchos altos (como se fosse um choro) e foi lambido por sua mãe para limpá-lo e, em seguida, acolhido no colo da fêmea.

View this post on Instagram

A post shared by Zoo Aquarium Madrid (@zoo_aquarium_madrid)

Continua após a publicidade

O zoológico explicou que os recém-nascidos “ficarão totalmente dependentes da mãe nos próximos quatro meses”, até que possam andar por conta própria. A Base de Reprodução de Pandas de Chengdu, na China, enviará dois técnicos para ajudar aos veterinários locais nos cuidados dos gêmeos.

Hua Zui Ba e seu parceiro Bing Xing tiveram quatro filhotes no passado, sendo uma grande contribuição no campo da conservação de espécies ameaçadas. O sexo dos filhotes recém-nascidos ainda não foi divulgado.

Pandas gêmeos nascem em zoológico de Madrid
Pandas gêmeos nascem em zoológico de Madrid Instagram/@zoo_aquarium_madrid/Reprodução

Especialistas explicam que a reprodução dos pandas é complicada, tanto em cativeiro quanto na natureza, já que os períodos anuais de cio das fêmeas são muito curtos.

A espécie do panda gigante é vulnerável, de acordo com a União Internacional para Conservação da Natureza, sendo que existem menos de 2 mil espécimes restantes em seu habitat.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade