CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Em meio à pandemia de Covid-19, multidão se aglomera em show no Pará

Nas imagens, divulgadas pela própria cantora Mariana Fagundes, é possível ver centenas de pessoas próximas e sem o uso de máscara

Por Da Redação 19 out 2020, 11h53

Uma multidão se aglomerou no show da cantora Mariana Fagundes, em Tailândia, cidade próxima de Belém, no Pará, no último fim de semana. As imagens da apresentação foram divulgadas pela própria artista em suas redes sociais e nelas é possível ver centenas de pessoas próximas e sem máscaras, contrariando as recomendações de prevenção da Covid-19.

Na publicação, a cantora escreveu: “Lancei essa musica e nem pude fazer meus shows cantando ela. Mas hoje eu voltei pro palco e foi assim brigada brigada brigada! Só Deus sabe viu!”

View this post on Instagram

Lancei essa musica e nem pude fazer meus shows cantando ela. Mas hoje eu voltei pro palco e foi assim 😭🙌🏼 brigada brigada brigada! Só Deus sabe viu!

A post shared by Mariana Fagundes (@marianafagundesoficial) on

De acordo com o G1, o show fez parte do Exportai 2020, evento promovido pelo Sindicato Rural. Ao portal, a assessoria da cantora afirmou que esta foi a primeira apresentação de Mariana após oito meses de isolamento devido à pandemia do novo coronavírus.

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) disse, em nota enviada também ao G1, que a liberação e fiscalização de eventos é responsabilidade de cada município. Além disso, a prefeitura de Tailândia disse que o show seguiu todos protocolos e medidas de controle sanitário, como medição de temperatura e distribuição de máscaras e álcool em gel. A prefeitura ainda afirmou que a taxa de contágio da Covid-19 na cidade está em queda desde maio.

Repercussão negativa

Nas redes sociais, o show de Mariana Fagundes gerou revolta. O biólogo Átila Iamarino, que ficou conhecido durante a pandemia pelas divulgações científicas e explicações acerca do coronavírus, se posicionou sobre o evento no Twitter:

Outros internautas também manifestaram indignação com o ocorrido.

  • O que falta para termos mais mulheres eleitas na política

    Continua após a publicidade
    Publicidade