Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Cadela é baleada por caminhoneiro e socorrida por policias militares

Caso aconteceu na Zona Norte de São Paulo

Por Da Redação - 6 dez 2018, 11h20

Pintada, uma cadela de rua de dois anos, foi baleada por um caminhoneiro no Terminal de Cargas na Zona Norte de São Paulo. O motorista alega ter sido mordido pelo animal. Depois de atirar, ele escondeu a arma em outro caminhão.

Quem relatou o caso à polícia foi um vigilante do local. “Logo em seguida nós conseguimos abordar o caminhoneiro, a princípio ele negou, mas nós conversamos e depois ele informou que realmente efetuou o disparo no cachorro e informou à equipe onde estava a arma”, contou o policial Militar Henrique Ribeiro ao Bom Dia São Paulo, da Rede Globo.

Após ser ferida, Pintada foi levada para um hospital veterinário. O atendimento, que custou R$ 110,00, foi pago pelos próprios policiais. “A gente decidiu na hora porque, como a gente tinha que dar um jeito na situação, o cachorro estava lá ferido, então acho que dinheiro não é tudo”, contou o PM. A cadela está em observação.

O caminhoneiro foi preso em flagrante e levado para o 73º DP, no Jaçanã. O caso aconteceu na mesma semana em que um outro cachorro foi morto em uma unidade do Carrefour, em Osasco, região metropolitana de São Paulo. O episódio causou grande comoção e fez com que o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentasse um projeto que eleva a pena para crimes de maus-tratos aos animais. 

Continua após a publicidade

+ Saiba como denunciar práticas de maus-tratos a animais

+ Carrefour lança nota de esclarecimento sobre morte de cão

Siga CLAUDIA no Instagram

Publicidade