5 maneiras diferentes de meditar

Quem medita ganha qualidade de vida. Aprenda cinco maneiras diferentes de se concentrar

Meditar é se concentrar em uma única coisa, como a respiração. Ou em um mantra. O objetivo é reduzir a atividade mental. Quem pratica com frequência consegue colocar o corpo num estado de repouso tão profundo que muitas vezes supera até o atingido durante o sono. Ao alcançar esse estágio, a respiração e os batimentos cardíacos ficam mais lentos e o cérebro aumenta a produção de endorfina, substância que dá a sensação de bem-estar. Com isso, a ansiedade e a irritação vão embora. Confira abaixo cinco maneiras diferentes de meditar:

1. Transcendental – Escolha uma posição confortável, sentada ou deitada. Feche os olhos. Repita o mantra Om mani ta ni rom ou Na mo omi to fu. Eles não têm tradução literal, mas significam a busca por harmonia e purificação. Caso sinta sono, mantenha os olhos abertos sem fixá-los em um ponto.

2. Som primordial – Sente-se e feche os olhos. Mentalize o mantra. Não se apegue aos pensamentos. Uma maneira de fazer isso: imagine sua mente como um céu e os pensamentos como nuvens; deixe-as passar e continue concentrada.

3. Ch`an tao – Sente-se com a coluna ereta, relaxe os ombros e toque o céu da boca com a ponta da língua. Concentre-se na contagem da respiração: a cada dez inspirações, comece a contar novamente. Respire deixando o ar chegar ao abdome.

4. Taoísta – Fique na posição de lótus: com o pé direito sobre a perna esquerda e vice-versa. Sinta uma luz percorrendo o corpo e movimentando sua energia. A língua deve tocar o céu da boca.

5. Osho – Durante 15 minutos, livre-se de tensões chacoalhando o corpo: pule, mova braços e pernas. Dance mais 15 minutos para desbloquear a energia. Depois, sente-se com a coluna ereta e se acalme. Quando se sentir pronta, deite de barriga para cima, sem travesseiro. Preste atenção no silêncio nos próximos 15 minutos.