Variedade de cores simboliza luta do “Time’s Up” no Oscar 2018

Movimento batalha contra cenário de assédio sexual generalizado em Hollywood

Nesta semana foi noticiado que o movimento  Time’s Up não pediria que artistas de Hollywood vestissem preto durante a cerimônia do Oscar 2018. Neste domingo (4), a iniciativa reiterou sua decisão e anunciou que em vez de um único tom para simbolizar a luta contra o assédio sexual, o projeto pretende se apoiar na variedade de cores para reivindicar o fim dos casos de violência sexual.

“Nesta noite, nossas irmãs vestirão uma variedade de cores e os broches do Time’s Up, representando este vasto movimento de mulheres de todos os cantos”, anunciou a iniciativa em sua página oficial no Instagram.

O Time’s Up é um movimento organizado por atrizes, escritoras, diretoras, agentes e outras executivas do cinema e da televisão norte-americana que surgiu em janeiro deste ano para enfrentar o assédio sexual generalizado em Hollywood e nos demais ambientes de trabalho dos Estados Unidos.

Leia mais: Onde assistir ao Oscar 2018

+ Anunciadas as substitutas de Casey Affleck para o Oscar 2018

+ Como ajudar as vítimas da Síria