Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Adeus, Dr. Victor: morre Sérgio Mamberti, de “Castelo Rá-Tim-Bum”

O ator vinha enfrentando uma série de hospitalizações. Ele tinha 82 anos

Por Da Redação 3 set 2021, 12h24

O ator Sérgio Mamberti morreu, aos 82 anos, na madrugada desta sexta-feira (03), em São Paulo. Intubado em um hospital da rede Prevent Senior desde o último sábado (28), ele tratava de uma infecção nos pulmões. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos. 

Sérgio havia sido internado outras duas vezes somente neste ano por disfunção renal e pneumonia. O ator, diretor, produtor, autor e artista plástico vinha enfrentando problemas de saúde frequentemente. 

Irmão do também falecido ator Cláudio Mamberti (1940-2001), Sérgio deixa três filhos: o ator Duda Mamberti, o produtor Carlos Mamberti e o diretor de TV Fabrízio Mamberti.

Intérprete do icônico Dr. Victor do Castelo Rá Tim Bum, programa infantil de sucesso da TV Cultura nos anos 1990, Sérgio nasceu na cidade de Santos em 1939, e teve uma longa carreira no cinema, televisão e teatro.

A estreia do ator na televisão se deu em 1968 na novela Ana, da rede Record. Em 1981, foi para a TV Globo, onde atuou como Galeno na novela Brilhante, de Gilberto Fraga. Foi também na emissora que Sérgio atuou em uma novela pela última vez, no papel de Dom Manfredo, em Sol Nascente, de 2016.

Continua após a publicidade

Ao todo, foram mais de 40 novelas, nas quais teve alguns outros personagens de destaque, como o mordomo Eugênio, de Vale Tudo, e o carrasco Dionísio, de Flor do Caribe. Ele também atuou na série brasileira 3%, da Netflix e, em 2017, participou no sitcom Eu, Ela e um Milhão de Seguidores, do Multishow.

Na política, o ator também se fez presente. Filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), ocupou diversos cargos em ministérios e secretarias ligados à pastas de artes e cultura.

Recentemente, ao lançar sua autobiografia, Sérgio Mamberti: Senhor do Meu Tempo (Edições Sesc São Paulo), ele falou abertamente sobre a bissexualidade e seus dois amores, Vivian Mahr, com quem foi casado de 1964 a 1980, e Ednardo Torquarto, com quem viveu uma relação de 37 anos, até a morte de Ednardo, em 2019.

Sérgio Mamberti parte deixando obras que estavam sob seu planejamento: um longa-metragem e um documentário sobre sua ilustre carreira, e uma série para a internet sobre o Dr. Victor, seu personagem mais famoso, dono do bordão “raios e trovões”.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade