Rompimento: William e Kate retiram Harry e Meghan de instituição

A decisão muda o futuro das relações entre os casais

A imprensa britânica noticia o que pode ser um rompimento das relações entre o príncipe William e Kate Middleton com príncipe Harry e Meghan Markle. A instituição de caridade sob o comando do duque e da duquesa de Cambridge removeu o nome dos duques de Sussex de sua marca, sendo agora apenas ‘The Royal Foundation of The Duke and Duchess of Cambridge’ (Fundação Real do duque e da duquesa de Cambridge).

Essa mudança marcou, na visão da mídia inglesa, um ponto final na separação dos dois casais. A documentação que confirma a alteração do nome da fundação foi publicada pela Companies House, empresa de registros do Reino Unido.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

Além disso, de acordo com o jornal Daily Mail, a decisão foi tomada logo após a mudança de Harry e Meghan do Palácio de Kensington, onde William e Kate moram, para que eles montem a sua própria fundação.

Fontes negaram ao noticiário que houve uma ‘briga’ entre os casais, afirmando que a alteração foi “para preparar ambos os casais para seus papéis futuros, cujos são, obviamente, em caminhos divergentes”. No entanto, há quem acredite que algumas atitudes dos duques de Sussex têm incomodado os Cambridges.

Um novo documentário com a especialista em Família Real Ingrid Seward, por exemplo, diz que William teme que Meghan e Harry estejam “desprezando o protocolo real”. “Eu pensaria que isso talvez irrite William um pouco, porque ele talvez veja o jeito que Harry e Meghan fazem as coisas como prejudiciais aos negócios da monarquia”, defende ela.

Os planos para uma fundação própria dos duques de Sussex foram anunciados em junho deste ano. Na semana passada, a executiva de mídia Karen Blackett, presidente da agência MediaCom UK, foi nomeada como responsável pela administração da futura instituição.

Leia também: Apresentadora ‘zomba’ de príncipe George por ele fazer balé

+ O truque de Kate Middleton para evitar dores de salto alto

PODCAST – De onde tirar forças para enfrentar a dor