CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Harry revela traumas e detalhes íntimos, como início de namoro com Meghan

No podcast Armchair Expert, o duque não mediu palavras sobre a exposição excessiva, que deixou marcas em sua saúde mental

Por Da Redação Atualizado em 13 Maio 2021, 12h20 - Publicado em 13 Maio 2021, 12h15

O príncipe Harry participou recentemente do podcast Armchair Expert, produzido pelo ator Dax Shepard e pela produtora Monica Padman. Na participação, ele revelou alguns detalhes sobre sua vida amorosa, familiar e até questões de sua saúde mental, fatos até então desconhecidos por nós. O duque, inclusive, não mediu palavras na hora de contar minuciosamente como foram as fases iniciais de seu namoro com Meghan Markle, sua esposa.

O início da relação dos duques exigiu muitas artimanhas e estratégias para enganar um vilão comum: paparazzi. Harry comentou que ele e Meghan chegaram a se encontrar dentro de um supermercado, quando a atriz foi visitá-lo em Londres. Os dois tiveram que fingir que não se conheciam.

Nós ficamos trocando mensagens, enquanto as pessoas olhavam estranhamente para mim, chegavam e dizendo’ oi ‘ou alguma outra coisa. Foi legal, boné de beisebol, olhando para o chão, tentando me manter irreconhecível”, narrou o príncipe, que disse ter problemas com paparazzi até hoje, morando nos Estados Unidos, onde conta com a ajuda de seu vizinho para saber se está sendo vigiado.

Ainda sobre a vigilância constante da mídia, o duque de Sussex revelou três momentos em que se sentiu “totalmente desamparado” durante a sua vida. A primeira situação ele estava no banco de trás de um carro com sua mãe, a princesa Diana, enquanto ela estava sendo perseguida pelos paparazzi; a segunda no Afeganistão e, por último, suas recentes experiências da intrusão da mídia, que afetou principalmente sua esposa.

Ao falar sobre sua saúde mental, Harry desabafou abertamente sobre seus traumas e vícios da infância, revelando que teve que fazer terapia, decisão que tomou ao conversar com Meghan sobre o assunto.

O duque expôs que na época em que completou 20 anos dizia a si mesmo não querer exercer os seus deveres reais por ver os prejuízos que eles causaram à sua mãe. “Já vi por trás da cortina, sei como essa operação funciona. Não quero fazer parte disso”, afirmou a si mesmo. 

Com a terapia, o duque conta que aprendeu a reformular seu trabalho para usá-lo de forma que seus serviços favorecessem as pessoas, o que com certeza deixaria sua mãe, Lady Di, muito orgulhosa. Ainda assim, não mudou o seu pensamento de que a vida na realeza, como comparou, não passa de uma experimento social para entretenimento, em que cada movimento seu é filmado e exibido ao redor do mundo, como uma espécie de Show do Truman misturado com um zoológico.

Expressando alívio, o príncipe Harry disse que agora, vivendo nos Estados Unidos, tanto ele quanto Meghan podem usufruir um pouco de sua liberdade.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade