A mudança que fez a Princesa Charlotte entrar para a história

A posição de Charlotte na linha sucessória não será afetada como acontecia anteriormente. Saiba o motivo

Mesmo antes de Kate Middleton dar à luz na segunda-feira (23), um fato estava confirmado: a Princesa Charlotte continuaria sendo a quarta na linha de sucessão independentemente do gênero do novo integrante da Família Real britânica. Com a confirmação do irmão caçula ser de sexo masculino, a pequena integrante da realeza entrou para a história.

A lei determinava que herdeiros homens tinham prioridade em ascender ao trono em relação as mulheres. No entanto, o ato da Sucessão da Coroa de 2013 determina que o sexo não mais afetará a posição dos integrantes da realeza na linha sucessória. Por ser a primeira mulher a se beneficiar disso, Charlotte fez história, enfim.

Leia também: 5 coisas que você não sabia sobre o Príncipe Philip

Apesar da mudança positiva, Charlotte ainda pode ser afetada futuramente por outra lei machista da Coroa: seus filhos não herdarão automaticamente seu título de Alteza Real. Ou seja, se não houver uma mudança até que a princesa cresça e forme uma família, seus filhos não serão príncipes ou princesas assim que nascerem. Será preciso que o rei da época (seria Charles, William ou George?) lhes conceda os títulos.

Caberá a Charlotte, então, decidir se aceita ou não a oferta – a Princesa Ana, irmã de Charles, negou quando sua mãe ofereceu títulos reais a seus filhos Zara e Peter Phillips assim que nasceram.

* Esta matéria foi publicada originalmente no dia 9 de abril e atualizada após o nascimento do terceiro filho de Kate Middleton e príncipe William