O primeiro projeto solo de Meghan Markle como membro da realeza

A duquesa escreveu o prefácio de um livro de culinária, lançado para apoiar as vítimas de tragédia em Londres

Como um de seus primeiros projetos solo na posição de Duquesa, Meghan Markle está apoiando um livro de culinária, lançado para apoiar vítimas da tragédia que atingiu a Torre Grenfell, em 2017. Segundo o Kensington Palace essa manhã, a Duquesa de Sussex escreveu o prefácio do novo livro, chamado Together: Our Community Cookbook.

Além do capítulo escrito pela integrante da Família Real, o livro ainda conta com receitas criadas por cozinheiros da iniciativa Hubb Community Kitchen, que também apoiam os moradores afetados pelo incêndio, além de outros na comunidade.

Leia mais: Shiloh, filha de Angelina e Brad, está cada vez mais a cara do pai

Em junho de 2017, a tragédia atingiu a Torre Grenfell, em Londres, e destruiu o prédio de apartamentos de 24 andares. Na tragédia, 72 pessoas perderam a vida e, pelo menos, 70 pessoas ficaram gravemente feridas.

Em sua introdução para o livro, a Duquesa de Sussex escreveu: “Eu imediatamente me senti conectada a essa cozinha comunitária; é um lugar para as mulheres rirem, sofrerem, chorarem e cozinharem juntas. Combinando identidades culturais sob um teto compartilhado, criou-se um espaço para sentir uma sensação de normalidade – em sua forma mais simples, a necessidade universal de conectar, nutrir e comungar através da comida, através de crises ou alegrias – algo com que todos podemos nos relacionar.”

A Duquesa visitou a cozinha pela primeira vez em janeiro e, desde então, ajudou a colocar o grupo em contato com a editora. Enquanto isso, sua Fundação Real forneceu assistência em questões legais e administrativas.

Leia também: No aniversário de 34 anos de Harry, 34 fotos contam a história do príncipe

No vídeo oficial compartilhado pelo Palácio de Kensington, Meghan contou sobre como entrou em contato com a iniciativa. Ela comenta: “Quando me estabeleci em minha nova casa em Londres, conheci um grupo de mulheres cuja comunidade havia sido afetada pelo incêndio de Grenfell. Elas decidiram se reunir para cozinhar alimentos frescos para suas famílias e seus vizinhos. Senti-me imediatamente ligada a esta cozinha comunitária. Como essas mulheres, sou apaixonada por comida e culinária como forma de fortalecer as comunidades.”

O livro estará disponível esta semana. Uma das fundadoras da cozinha lembra: “Meghan me perguntou ‘quantos dias você oferece esse serviço?’, e eu disse duas dias por semana, e sua pergunta direta era: ‘Por que não sete dias, Zahira?’, e eu disse ‘Financiamento’, então ela diz: ‘Podemos fazer um livro de receitas!”

Leia mais: Simaria volta a passar mal e Simone anuncia pausa nos trabalhos da dupla

 (Kensington Palace/Twitter)

 (Kensington Palace/Twitter)

 (Kensington Palace/Twitter)

Veja mais: Chega ao fim o dinheiro para investigar paradeiro de Madeleine McCann

VOTE no Prêmio CLAUDIA e escolha mulheres que se destacaram