Luana Piovani faz vídeo comentando namoro de Pedro Scooby com Anitta

A atriz abriu o coração sobre seu momento atual e a decisão de ter se divorciado

A atriz Luana Piovani, 42, comentou o namoro do ex-marido, o surfista Pedro Scooby, com a cantora Anitta, neste domingo (2). Morando em Portugal, ela gravou um vídeo direcionado ao público feminino em que discorre sobre o momento que está vivendo. “Se já é difícil para mim, que sou bem-sucedida, tenho dinheiro na conta, então não dependo de ex-marido, exceto pra ser um bom pai, imagina para quem não tem isso?”, questionou.

“O fato número um: a gente precisa ter a vida preenchida. São três pilares: relações amorosas, trabalho e vida pessoal. O mais importante é se preencher de você. Eu tenho a vida preenchida. Tô trabalhando, tô super bem, tenho meus filhos”, argumenta.

Em seguida, Luana relata como descobriu que Pedro Scooby e Anitta estavam juntos. “Claro que eu fiquei surpresa quando vi fotinho de coração, ou seja, estão namorando. O que eu acho maravilhoso, gente. A gente está separado já faz um tempo. Ele tem 30 anos, eu quero mais é que ele esteja feliz, até porque, assim é muito mais fácil de estar bem quando chega aqui pra ver os filhos”, diz. “O que não precisava era a bancada de fãs vir encher a porr* do meu saco, mas tudo bem.”

Ela continua dizendo que o desejo de exibir o relacionamento é um fator consequente da idade. “E eles estão na idade do show. Eu me lembro de como eu gostava de show, é uma questão de liberdade. Tipo: ‘pra que eu vou ficar escondendo?’. Acho que poderia ter sido mais sutil em relação a mim – não em relação ao Insta, ou ao show que eles estão dando por aí. Mas poderiam ter me dado um toque para que eu não descobrisse pelas redes. Enfim, isso é porque eu quero ser amiga, mas ele não tem essa maturidade ainda”, dispara.

Luana diz que resolveu gravar o vídeo, porque há uma “guerra na internet”, com pessoas atacando tanto ela quanto Anitta. “Não precisa de nada disso. Essa vida passa rápido, a gente precisa ser feliz. Acham que eu sou uma vítima, mas eu não sou. Dizem ‘olha, ela tá lá cuidando dos filhos’, como se fosse ruim. Isso é uma dádiva. É ele quem está perdendo, porque esse tempo não volta. Eu estou feliz com a decisão que tomei de me separar, inclusive, porque ele virou o companheiro e o pai que eu gostaria que ele fosse em casa. Foi preciso separar, para que uma evolução acontecesse”, revela. A atriz finaliza dizendo que está ótima e feliz.

Assista na íntegra:

 

Confira os assuntos mais falados da semana: