Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Depois de 53 anos, Glória Menezes e Tarcísio Meira deixam a Rede Globo

Estreantes na novela "Sangue e Areia", de 1967, Glória e Tarcísio podem retornar para fazer trabalhos pontuais

Por Da Redação - 11 set 2020, 11h03

Depois de dispensar Renato Aragão e Miguel Falabella, além de outros grandes nomes da televisão brasileira, a Rede Globo não renova o contrato de Glória Menezes e Tarcísio Meira. O casal estava na emissora desde 1967, encerrando assim um vínculo de 53 anos.

A decisão faz parte de uma política de cortes de gastos que a Globo tem seguido em razão da crise causada pelo novo coronavírus. Quando o isolamento social foi decretado no Brasil, as gravações das novelas precisaram ser interrompidas, gerando gastos sem receita.

Estreantes na novela Sangue e Areia, de 1967, Glória e Tarcísio podem retornar com contratos pontuais, segundo informações da coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo. O que se encerra, portanto, é o vínculo de longo prazo.

“Tarcísio e Glória, com quem tivemos uma longa parceria de sucesso, têm abertas as portas para projetos em nossas múltiplas plataformas. Nos últimos anos, temos tomado uma série de iniciativas para preparar a empresa para os desafios do futuro. Com isso, temos evoluído nos nossos modelos de gestão, de criação, de produção e de desenvolvimento de negócios. Em sintonia com as transformações do mercado, a Globo vem adotando novas dinâmicas com seus talentos”, informou a emissora através de uma nota. 

Além de Tarcísio e Glória, foram dispensados José Loreto, Débora Nascimento, e Malvino Salvador.

Em tempos de isolamento, não se cobre tanto a ser produtiva:

Continua após a publicidade
Publicidade