Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Armie Hammer é investigado após denúncia de estupro e abuso. Ele nega

A vítima dá detalhes chocantes de um encontro ocorrido em 2017. Ela já entregou as provas do crime à polícia

Por Da Redação 19 mar 2021, 09h27

Famoso pelo filme Me Chame Pelo seu Nome, o ator Armie Hammer está sob investigação da polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, sob acusação de estupro e abuso físico, segundo a Vanity Fair.

Em uma coletiva de imprensa feita pelo Zoom, a vítima, Effie, ao lado da advogada Gloria Allred, declarou que o ator a estuprou por mais de quatro horas, além de tê-la agredido repetidamente. “Ele batia minha cabeça contra a parede, causando hematomas. E teve outras atitudes violentas às quais eu não consenti, como bater na sola dos meus pés, que doeram por uma semana a cada passo que eu dava”, relatou. O encontro dos dois ocorreu no dia 24 de abril de 2017, em Los Angeles.

Também na coletiva, realizada na quinta-feira (18), Effie revelou que conheceu o ator no Facebook em 2016, quando tinha apenas 20 anos. Todo o relacionamento deles foi violento e abusivo. As provas da violência foram entregues pela advogada à polícia.

Os advogados do ator afirmam que Hammer não estuprou a mulher e que a mesma o procurava com mensagens sexuais até três anos depois do encontro citado – mesmo o ator tendo deixado claro que não queria nenhum envolvimento.

Em declaração, os advogados de Hammer falaram: “Nunca foi a intenção do Sr. Hammer de intencionalmente envergonhar ou expor os fetiches ou desejos sexuais pervertidos (de Effie), mas ela escalou a questão para outro nível ao contratar uma advogada civil para comandar uma conferência de imprensa pública. Com a verdade do seu lado, o Sr. Hammer agradece a oportunidade de esclarecer os fatos”.

O ator disse que as mensagens são um ataque falso e cruel contra ele. A polêmica em torno de Hammer já dura alguns meses agora, com o surgimentos de algumas mulheres alegando terem presenciado atos violentos e estranhos por parte do ator. Uma das mulheres disse que ele gostava de falar que queria “quebrar a costela dela para fazer churrasco e comer”.

Após o barulho de algumas vítimas, Armie se afastou de projetos de filmes em que estava envolvido. Relembre o caso aqui.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade