Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Atriz de Smallville é condenada por participar de culto sexual

Em carta, Allison Mack pediu desculpas as vítimas da seita de escravidão sexual: "Este foi o maior erro e arrependimento da minha vida"

Por Da Redação Atualizado em 1 jul 2021, 14h03 - Publicado em 1 jul 2021, 13h30

A atriz Allison Mack, de 38 anos, foi condenada a três anos de prisão, nesta quarta-feira (30), segundo a revista norte-americana People.

O fato se deu após a intérprete de Chloe, da série de sucesso Smallville, confessar em 2019 que havia chantageado duas mulheres dentro da NXIVM, uma seita sexual abrigada sob a fachada da empresa. A organização criminosa marcava as seguidoras com ferro e as obrigava a ter relações com o líder.

Além da sentença, o Gabinete do Procurador dos Estados Unidos, no Distrito Leste de Nova York, também incluiu uma multa de 20 mil dólares, que equivale, atualmente, a cerca de 100 mil reais.

A atriz poderia ficar até 40 anos na prisão antes da audiência da sentença. No entanto, os promotores solicitaram uma sentença menor, apontando que a atriz “forneceu assistência substancial ao governo” no processo contra os outros acusados. 

Allison, que estava livre e morando com os pais desde 8 de abril de 2019, divulgou um comunicado no último sábado (27), que antecedeu a sentença. Nele, a atriz pediu desculpas a todos que foram prejudicados por seu envolvimento no NXIVM, culto liderado por Keith Raniere.

Seu conteúdo veio a público após procuradores federais solicitarem que ela fosse absolvida por seu envolvimento com a seita. “É de suma importância para mim dizer, do fundo do meu coração, eu sinto muito”, escreveu a atriz em carta.

“Eu me joguei nos ensinamentos de Keith Raniere com tudo o que tinha. Eu acreditava, de todo o coração, que sua orientação estava me levando a uma versão melhor e mais iluminada de mim mesma. Dediquei minha lealdade, meus recursos e, em última análise, minha vida a ele. Este foi o maior erro e arrependimento da minha vida”, declarou. 

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade