Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A programação animadora da 2ª edição do Festival Afromusic

O evento acontecerá nos dias 9, 10 e 11 de abril e será transmitido online diretamente do canal Universo Afromusic

Por Ligea Paixão Atualizado em 5 abr 2021, 11h11 - Publicado em 5 abr 2021, 10h59

O Festival Afromusic já tem data marcada. Nos dias 9, 10 e 11 de abril, a segunda edição do evento seguirá com o objetivo de exaltar a arte e mostrar que a “música tem cor”, como descrevem os organizadores.

Gravado no Teatro de Contêiner, no centro de São Paulo, o evento será totalmente gratuito e com transmissão agendada para 19h através do canal Universo Afromusic, trazendo na programação artistas e bandas pretas independentes que estão alavancando neste cenário. Além disso, também será possível acompanhar uma série de entrevistas em que serão discutidos temas ligados à música e à sociedade

Afromusic #2
Entrevista com a deputada Erica Malunguinho está na programação Foto: Sérgio Fernandes/Divulgação

Criado em 2017, o Afromusic é um dos primeiros festivais de São Paulo voltados exclusivamente para artistas, bandas e coletivos pretos da música independente, que buscam acima de tudo manter uma identidade. Esta é uma forma de trazer representatividade e conhecimento ao mundo artístico e fortalecer aqueles que já entenderam a importância de se apropriar da cultura afro e estimular outros negros a fazer o mesmo.

“Estamos no país mais preto fora da África e é fato que a população preta e originária do Brasil inscreveu expressões vitais em nossa identidade até os dias atuais”, reflete Hever Alvz, idealizador e curador do festival. 

“O Afromusic #2 é um convite para conhecer um universo que enaltece a música preta brasileira e mostra com quantos tons é feito um encontro que fortalece a herança e a imensa criatividade do povo preto”, diz Hever Alvz

 

Um outro fator que torna o festival único são as 10 pílulas de conhecimento que, de forma lúdica e breve, estimularão o conhecimento sobre a construção do DNA musical afro-brasileiro, que une a herança africana a aspectos únicos da música popular brasileira, tornando-a diferente de qualquer outro ritmo e conceito musical. Participam da criação dessas pílulas personalidades como a multiartista Salomão Jovino e a pesquisadora Danielle Almeida.

Nomes como Gê de Lima, Izzy Gordon, Jup do Bairro e coletivos como o grupo Mental Abstrato acompanhado da rapper baiana Mana Bella, o Ballet Afro Koteban e a Banda Nova Malandragem em parceria com o trompetista Walmir Gil, trazem ao evento um mix de estilos e épocas, passeando pelo samba rock, jazz e ritmos africanos. 

Afromusic #2
Show do cantor Gê de Lima Foto: Sérgio Fernandes/Divulgação

Confira a programação completa do Festival Afromusic 

Sexta-feira, 09 de abril

19h
Pílulas de entrevista: “Música Tem Cor”, com Erica Malunguinho
Show: Izzy Gordon

20h
Pílulas de entrevista: “Música Preta Experimental”, com Felinto
Show: Biel Lima


21h
Show: Jup do Bairro

Pílulas de entrevista: “Pretas Mulheres na Composição”, com Marina Afares

 

Sábado, 10 de abril

19h
Pílulas de entrevista: “Música Afrofuturista”, com Melifona
Show: Fabriccio

20h

Continua após a publicidade

Pílulas de entrevista: “América Diaspo-Sonora”, com Danielle Almeida
Show: Renato Gama

21h
Entrevista: “O Rap é mais que compromisso”, com Daniela Vieira
Show: Mental Abstrato feat. Mana Bella

22h

Show: Bloco Afro Afirmativo Ilu Inã apresenta “MacumBrass”
Entrevista: “Carnaval e organização social preta”, com Fernando Alabê

 

Domingo, 11 de abril

19h00

Entrevista: “Tudo é samba”, com Amailton Azevedo

Show: Ballet Afro Koteban

20h00

Entrevista: “Canto ancestral”, com Aloysio Letra

Show: Gê de Lima

21h00

Show: Banda Nova Malandragem convida Walmir Gil

Entrevista: “Sons de Kemet”, com Salloma Salomão

  • Continua após a publicidade
    Publicidade