Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Rachel Jordan

Referência no mercado de consultoria de imagem, Rachel Jordan é especialista em comportamento profissional e atua como consultora, mentora e palestrante para empresas e pessoas que desejam desenvolver suas habilidades emocionais e alavancar a carreira. Co-autora do Livro À Sua Moda – 4Talks, Rachel também ministra cursos e workshops na área
Continua após publicidade

Como usar as tendências das passarelas no ambiente profissional

Ao invés de ser literal, as peças vistas nos desfiles devem servir como inspiração para as nossas escolhas

Por Rachel Jordan Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
17 out 2022, 14h24

Ao fim de cada temporada de desfiles que marca as semanas de moda, como as de Paris, Nova York, Milão e Londres, uma pergunta sempre nos vem à cabeça diante dos looks glamourosos, diferentes e ousados que são criados pelos estilistas. Seria possível “transportar” as tendências das passarelas para o trabalho?

O questionamento faz sentido. Afinal, as peças apresentadas nesses grandes eventos sempre foram muito conceituais e distantes da realidade do dia a dia, e bem mais atreladas a ambientes sociais. No entanto, com a democratização da moda, e depois da pandemia, o cenário se transformou.

Hoje, a resposta para essa pergunta, por mais surpreendente que possa parecer, é sim. É possível migrar algumas tendências das passarelas para o espaço de trabalho. É claro que algumas propostas, por serem muito ousadas, não se adequam a qualquer cenário. Mas essa possibilidade é cada dia mais presente frente à realidade que vivemos.

Porém, antes de explicar melhor esse movimento, vale ressaltar que em se tratando de ambiente de trabalho o bom senso deve vir à frente em todas as situações, e a forma como demonstramos nosso estilo pessoal, por meio dos nossos looks, não seria diferente. 

A escolha de cada peça, sendo uma inspiração das passarelas ou não, precisa ser avaliada com cuidado e atenção levando em conta o perfil do ambiente de trabalho, que pode variar desde o mais formal até o informal, onde existe uma maior flexibilidade no Dress Code

Feita essa observação, gostaria de lembrar que o primeiro passo para que essa migração das tendências das passarelas para o ambiente de trabalho aconteça com sucesso, é preciso ter em mente que as peças vistas nos desfiles devem servir como inspiração para as nossas escolhas. Tentar reproduzi-las em sua totalidade pode causar erros de estilo e comprometer a nossa imagem profissional.

Nessa hora, autoconhecimento é a palavra-chave para a escolha de looks diferenciados. Adaptar tendências que vemos não só nas passarelas, mas também em influencers em nossas redes sociais, é um exercício que requer um olhar cauteloso.

Continua após a publicidade

Em algumas coleções dessa temporada, por exemplo, vimos que os recortes estão entre as tendências que estarão em alta no verão 2023. Num caso como este, a pergunta que devemos fazer é: esse look poderia ser usado no meu ambiente de trabalho? Salvo raros segmentos profissionais, a resposta seria não. Afinal, deixar partes do corpo à mostra através de recortes que remetem à sensualidade pode transmitir uma informação diferente daquela que você realmente deseja passar sobre a sua imagem profissional. É lógico que cada um (a) é livre para fazer as suas escolhas, mas voltando ao bom senso do qual já falamos, essa não seria a decisão mais acertada para o ambiente de trabalho.

Como vem acontecendo com frequência, as semanas de moda têm transmitido, através dos looks criados por estilistas de diferentes perfis, mensagens de empoderamento feminino. Então, por que não usar esse momento a nosso favor na esfera profissional? Para isso, basta que saibamos fazer escolhas acertadas e com pequenas adaptações que se adequem ao nosso cotidiano de trabalho. 

Assim como a moda, somos diversas e nossas escolhas também devem ser, desde que estejam de fato conectadas com aquilo que somos e não exclusivamente com as tendências das passarelas das semanas de moda.

Agora que já entendemos que muitas tendências podem, sim, migrar dos desfiles para o ambiente profissional, separei algumas propostas que estarão em alta no próximo verão e que servirão de inspiração no momento de escolher as peças que nos deixarão mais bonitas e seguras no trabalho. 

Calça cargo – Símbolo de um estilo mais despojado, a calça cargo foi destaque de várias coleções e chamou a atenção não só pelas diversas modelagens apresentadas, com bolsos de diferentes tamanhos, mas também pela variedade de tecidos. Para ser usada no trabalho, onde existe mais formalidade, a ideia é que ela tenha uma pegada de alfaiataria e com menos bolsos. O corte mais estruturado e um bom caimento fazem toda a diferença. 

couro no trabalho
Versátil, o couro é possível no trabalho quando em peças mais elegantes e clássicas. (Neil Mockford/GC Images/Getty Images)

Couro – Se até bem pouco tempo o couro esteve mais ligado à sensualidade, hoje recebe outras leituras e pode ser usado em qualquer ambiente. As variações de materiais, como o sintético e o vegetal, e de cores, que agora têm mais opções, tornaram o couro uma opção mais flexível. Sempre lembrando que o couro legítimo, apesar de ser mais caro, é para a vida toda; enquanto os de outro tipo duram menos tempo. Uma prova da atual flexibilidade do couro foi o look desfilado por Kate Moss para a Bottega Veneta, uma calça que remetia ao jeans, mas que, na verdade, era couro. 

Maxissaia – As maxissaias invadiram as passarelas em diferentes formas e estilos e prometem ser uma das sensações do próximo verão. A peça se adequa muito bem ao ambiente de trabalho e pode ser usada por mulheres de diferentes biotipos. As mais altas, por exemplo, podem abusar da peça. As mais cheinhas também são beneficiadas por esse look, já que ele ajuda a disfarçar as gordurinhas indesejáveis. Já as mais baixas podem usar essa tendência lançando mão de alguns truques como o salto e tons monocromáticos que alongam a silhueta. 

Franjas – As franjas voltaram com força total e estão em alta na moda. No entanto, no ambiente de trabalho precisam ser usadas com cautela. Se nas passarelas elas foram o grande destaque das peças, no ambiente profissional elas devem aparecer como um detalhe numa blusa ou numa saia, ou em elementos de designer como um brinco ou uma bolsa. As franjas mais compridas e glamourosas devem ser deixadas para o final de semana em eventos sociais. 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.