Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Kika Gama Lobo

Por Atitude 50 Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Focada na maturidade como plataforma pessoal, a jornalista Kika Gama Lobo escreve sobre as sensações e barreiras que as mulheres de 50 anos vivenciam
Continua após publicidade

Pole dance grisalho

Se sentir gostosa está para além de uma experiência do corpo. É se sentir viva!

Por Kika Gama Lobo
29 Maio 2024, 11h14

Pois é. A aula de pole dance, certamente, é um desafio maior do que começar uma maratona. Mas o fato é que as maduras estão se aventurando por searas novas.

Uma amiga modernosa me chamou para fazer uma aula. Sapato alto, malha cavada, luz vermelha, e aquele pau na minha frente. A professora primeiro pediu para eu segurar o mastro. Sentir o ferro. Fiquei alisando aquilo ali matutando como se fosse a falecida Vó Palmirinha em contato com um pepino.

Estranho o gelado do aço, o clima de boudoir sem nenhum parceiro para sensualizar. Aliás sempre fui péssima de strip-tease ou qualquer coisa de bordel. Sou bruta, como diz meu namorado e tenho alma masculina.

Já quero ir logo para o rala e rola e apesar de ter certeza da força das preliminares, quero gozar e ponto. E eu ali, naquela cena, aprendiz aos quase sessenta, olhando praquele pau…. Jesus, que aflição. E coloca prova de Olímpiadas nisso.

É superdifícil a aula. A força nos braços e pernas, o equilíbrio impossível, o meu corpo mais gordo e flácido aquela cena digna de filme pornô, #soquenão. Já vai dizer que está achando preconceituoso da minha parte. Acertou. Eu fiquei super constrangida, mas fingi normalidade.

Pole dance grisalho - Kika Lobo
A sensualidade deve não ser apenas associada ao corpo jovem e sim como um estado de espírito. Se sentir sensual é se sentir viva! (Pexels/Reprodução)

Tentei o treino um, básico dos básicos, para que? Não consegui nada e parecia uma pata atolada no brejal. Mas por isso mesmo eu voltarei.
Para me desafiar. Para me namorar, gostar mais de mim, me permitir sensualizar apenas para mim. Jogar cabelo, passar unhas pelas coxas, ajoelhar, abrir e fechar as pernas, empinar a bunda e rebolar.

Não pirei, vou avisando. É que são nessas horas que vemos como fomos castradas. Pela sociedade, cultura, etiqueta, modos e costumes. Uma bobagem. Eu teria adorado estar nos meus 25 anos e me sentir uma delícia, abandonando a boazinha e me tornando a boazuda.

Já que não rolou na juventude, me aguarde agora, com cabelos e pentelhos brancos.

Assine a newsletter de CLAUDIA

Receba seleções especiais de receitas, além das melhores dicas de amor & sexo. E o melhor: sem pagar nada. Inscreva-se abaixo para receber as nossas newsletters:

Acompanhe o nosso Whatsapp

Quer receber as últimas notícias, receitas e matérias incríveis de CLAUDIA direto no seu celular? É só se inscrever aqui, no nosso canal no WhatsApp

Acesse as notícias através de nosso app 

Com o aplicativo de CLAUDIA, disponível para iOS e Android, você confere as edições impressas na íntegra, e ainda ganha acesso ilimitado ao conteúdo dos apps de todos os títulos Abril, como Veja, Superinteressante e Capricho.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.