Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Stéphanie Habrich Stéphanie Habrich é empreendedora, apaixonada pelo mundo da educação e do jornalismo infantojuvenil. Fundadora do Joca, único jornal para jovens e crianças do Brasil, ela vai abordar aqui na coluna temas que interligam o contato com as notícias desde a infância e a educação, sempre pensando em como podemos ajudar nossos filhos a serem cidadãos com pensamento crítico.

É possível fazer resoluções em um ano como 2021?

Sem saber quando seremos vacinados ou quando voltaremos à vida normal, será que podemos fazer grandes planos para 2021?

Por Stéphanie Habrich Atualizado em 14 jan 2021, 16h08 - Publicado em 14 jan 2021, 17h00

Sempre que acaba um ano temos o costume de fazer resoluções para o próximo. As metas variam muito e vão desde fazer uma viagem até abrir o próprio negócio. Mas como estabelecer objetivos claros em um ano tão enigmático como 2021? Como encontrar disposição em um ano que herdou tantos problemas?

Sem dúvida, essas perguntas são difíceis de responder. Talvez só com o tempo tenhamos as respostas definitivas. Mas uma coisa que aprendemos com 2020 é que, muitas vezes, a vida nos obriga a nos adaptar a novas circunstâncias. E acho que é essa mentalidade que devemos levar para 2021.

Talvez não seja possível fazer aquela viagem mirabolante que vinha planejando há anos, mas quem sabe você não encontre um substituto à altura? De repente, essa seja uma boa oportunidade para encontrar um novo hobbie, como pintar, costurar ou cozinhar. Quem sabe, ao fazer essas atividades, você não descubra um talento escondido ou aprenda aspectos importantes sobre você mesmo? É possível que, no final das contas, você se dê conta de que os novos hobbies te divertiram tanto – ou até mais – do que se tivesse realizado a viagem que tanto planejou.

Embora possamos abdicar de algumas coisas, como viajar ou dar uma festa, há coisas, é claro, que não podemos abrir mão. Somos humanos e, portanto, temos que manter a nossa rotina de exercícios e nossas relações sociais. A boa notícia é que tudo isso também pode ser adaptado às nossas novas circunstâncias.

Se você não se sente seguro para ir à academia ou mesmo para correr na rua, uma opção é recorrer a atividades físicas que possam ser feitas em casa. Você pode se inscrever em um programa on-line de treinos (há diversas opções disponíveis do mercado), aprender coreografias de dança assistindo a vídeos no YouTube ou, se tiver condições financeiras, comprar (ou alugar) aparelhos de ginástica, como esteiras e bicicletas. Ao final, você pode ter resultados tão bons quanto se estivesse fazendo exercício fora de casa. Assim, você se manterá física e mentalmente saudável e não terá que abrir mão da sua meta de entrar em forma em 2021.

Em relação ao convívio social, você também pode achar formas de manter contato com os amigos mesmo sem se reunir fisicamente. Dá para organizar conversas ou até mesmo festas por hangout, jogar games on-line que permitam a participação de vários jogadores e até assistir a filmes com os amigos (há várias plataformas de streaming que permitem que vários usuários assistam a filmes e séries ao mesmo tempo, cada um da sua casa). Usando a internet e a criatividade é possível pensar em várias formas de se manter conectado com os amigos – e assim matar um pouco da saudade.

É claro que não é fácil abrir mão da rotina e dos objetivos. Não à toa, o ano passado foi um dos anos mais difíceis do nosso século. Mas o fato é que precisamos encarar a realidade e tentar nos adaptar ao tal do “novo normal”. É como diz aquela frase: “se queremos resultados diferentes, temos que fazer coisas diferentes”. Para aproveitar o ano, precisamos, na medida do possível, parar de nos lamentar e investir nosso tempo e energia em novos hobbies, atitudes e comportamentos.

O resultado pode acabar sendo melhor do que o esperado.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade