CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Os cuidados necessários durante o verão para quem tem sardas

A estação mais quente do ano demanda muita atenção para que o aparecimento das lesões cutâneas não aumente.

Por Thais Varela Atualizado em 16 jan 2020, 05h33 - Publicado em 13 nov 2018, 10h59

As sardas são pequenas manchas amarronzadas que aparecem em áreas que ficam muito expostas ao sol, como o rosto, pescoço e colo. Essas lesões cutâneas são benignas e não apresentam risco de virar um câncer, porém são resultado do fotoenvelhecimento da pele e exigem cuidados.

Leia Mais: Após anos com vergonha, cantora britânica assume sardas – e está linda

“Nem todas as pessoas desenvolvem sardas e isso acontece porque ter as manchinhas é uma predisposição genética. As sardas são causadas por um aumento de uma estrutura que possuímos dentro das células e que é chamada de melanossomos. É nesse local que fica armazenada a melanina que colore a pele. Quem tem sardas, possui melanossomos maiores, que acabam guardando mais melanina e, por isso, as manchinhas aparecem”, explica o dermatologista Cristiano Kakihara, de São Paulo.

Getty Images/Getty Images

Como cuidar das sardas durante o verão?

As lesões na pele são desencadeadas pelos raios ultravioletas e a melhor maneira de evitá-las é não ficar exposta à luz do sol. Para isso, é necessário utilizar o filtro solar com proteção UVA e UVB e FPS acima de 30 e reaplicá-lo a cada três horas em dias normais ou a cada duas horas para períodos de longa permanência sob o sol. Além disso, se proteger também com chapéu e roupas com tecidos que já possuem o filtro UV em sua fibra é um ótimo complemento.

“É possível aumentar a proteção ao sol com um filtro solar oral receitado pelo dermatologista. Outra alternativa é investir em uma dieta rica em antioxidantes, que contenha alimentos com vitaminas e sais minerais, para auxiliar na proteção da pele de dentro para fora, diminuir os danos causados pelo sol e ajudar a derme a se regenerar”, explica Cristiano.

Existe tratamento para eliminar as manchinhas?

É possível tratar as sardas com cosméticos tópicos que ajudam a clarear as manchas. Normalmente, esse tipo de creme conta com ativos clareadores como vitamina C, ácido lático e ácido glicólico. Porém, é preciso ter atenção com esse tratamento, pois, se mal aplicado, a solução cosmética pode acabar clareando também as áreas saudáveis da pele.

“O peeling químico é uma outra alternativa bastante comum para eliminar as sardas. O procedimento pode ser feito apenas por dermatologistas e utiliza ácidos para descascar as camadas mais superficiais da pele e criar uma renovação celular. Quando as novas células nascem, elas não trazem o excesso de melanina consigo e, por isso, a pele nova não possui manchas”, explica Cristiano. Esse tratamento pode ser invasivo e exige cuidados antes da execução e também após a finalização, sendo o principal deles ficar longe e protegida do sol.

Atualmente, o laser é uma das melhores opções para lidar com as pequenas manchas. O feixe de energia emitido por ele destrói o pigmento marrom em excesso na pele e ajuda a clarear gradativamente as áreas afetadas. Após se submeter a esse procedimento, a proteção ao sol também é imprescindível para evitar novas pintas e não prejudicar a pele sensível deixada pela sessão de laser

Continua após a publicidade

Publicidade