Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

10 mitos e verdades sobre o ácido hialurônico

É diferente de toxina botulínica? Todo mundo pode usar? Descubra tudo aqui!

Por Raquel Drehmer Atualizado em 16 jan 2020, 11h15 - Publicado em 24 jul 2018, 21h53

O nome pode até parecer meio difícil em um primeiro contato, mas o ácido hialurônico é uma das substâncias mais simples e seguras no universo dos tratamentos para a pele.Trata-se de algo que já temos naturalmente no corpo, e o risco de rejeição pelo organismo é mínimo.

“Ele fica entre as células, como um ‘cimento’ de coesão, e atua como fonte de nutrientes, fornecendo água, vitaminas e firmeza à pele”, explica a dermatologista Michelle Palmiro, especializada em cosmiatria estética facial e corporal.

À medida que os anos passam, vamos perdendo o ácido hialurônico – faz parte do envelhecimento natural de qualquer ser humano –, o que aumenta a flacidez. Aí entram os tratamentos estéticos: ele pode ser injetado diretamente na pele ou ser reposto por meio de cremes e séruns que tenham ácido hialurônico em suas fórmulas.

“Bigode chinês” (aqueles sulcos que surgem ao redor da boca), lábios, olheiras, contorno da mandíbula e mãos são as partes do corpo que mais recebem ácido hialurônico nos consultórios dermatológicos e nas rotinas de cuidados com a pele em casa.

Mas ainda existem muitas dúvidas sobre ele. Por isso, pedimos para Michelle e para a também dermatologista Carla Albuquerque, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia, esclarecerem o que é mito e o que é verdade neste assunto.

Pode-se usar ácido hialurônico com qualquer idade

VERDADE. Desde que haja a indicação de um/a dermatologista, o ácido hialurônico pode ser usado por pacientes de qualquer idade, mesmo bem jovens.

Cremes e séruns com ácido hialurônico são a mesma coisa que ácido hialurônico injetável

MITO. Os cremes e séruns com ácido hialurônico têm o objetivo de melhorar a hidratação e a textura da pele, recuperando-a gradativamente quando não há marcas tão fortes. Já o ácido hialurônico injetável preenche instantaneamente sulcos mais profundos. O uso de um ou de outro depende das necessidades de cada pessoa, que devem ser avaliadas por um/a dermatologista.

Continua após a publicidade
Ácido hialurônico - sérum
Evgeniy Skripnichenko/ThinkStock

Ácido hialurônico injetável e botox são a mesma coisa

MITO. São produtos e procedimentos completamente diferentes. Botox é um nome comercial para a toxina botulínica, e seu uso é para a prevenção e o tratamento de rugas estáticas ou dinâmicas. Ele é injetado no músculo para relaxá-lo e diminuir sua ação na formação das rugas e linhas de expressão. O ácido hialurônico, por sua vez, é usado para preencher sulcos e/ou locais onde falta volume na pele, não no músculo. Também é indicado para melhorar o viço, a hidratação e a textura cutâneos.

Preenchimentos com ácido hialurônico injetável e com botox podem ser feitos no mesmo dia

VERDADE. A combinação dos dois procedimentos é inclusive benéfica e produz um resultado melhor.

Fumantes correm risco de ter complicações após a aplicação do ácido hialurônico injetável

MITO. Mas a durabilidade do produto é reduzida pelos agentes químicos presentes no cigarro.

A aplicação do ácido hialurônico injetável é dolorida

DEPENDE. Cada pessoa sente dor de uma forma. Há quem ache fazer tatuagem um passeio no bosque e fique batendo papo durante a sessão, há quem ache uma pequena tortura que só vale a pena porque o resultado é bonito. O mesmo ocorre com a aplicação de ácido hialurônico: a tolerância de cada pessoa varia. Para minimizar o desconforto, os médicos fazem anestesia tópica quando o paciente pede.

Ácido hialurônico - preenchimento bigode chinês
YakobchukOlena/ThinkStock

Esteticistas podem aplicar ácido hialurônico injetável em seus consultórios

MITO. Alerta vermelho aqui, miga! A aplicação do ácido hialurônico injetável é um procedimento minimamente invasivo, por isso só pode ser realizada por médicos dermatologistas ou por cirurgiões plásticos. Tanto a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) quanto a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica reconhecem o ácido hialurônico como uma das substâncias mais seguras para tratamentos da pele, desde que manuseado por médicos formados e especializados, capacitados por uma sociedade médica reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Médica Brasileira (AMB). Qualquer pessoa que realize o procedimento sem ter as devidas certificações está agindo contra e lei. E, se você se submeter a isso, está colocando sua saúde e até sua vida em risco.

O efeito do ácido hialurônico injetável é permanente

MITO. O tempo de efeito depende do local da aplicação, mas varia entre nove meses e um ano e meio. Em áreas com muita movimentação, as aplicações tendem a durar menos´.

Grávidas e lactantes não podem usar ácido hialurônico indiscriminadamente

VERDADE. Não há uma contraindicação absoluta, mas também não existem estudos suficientes que garantam a segurança do ácido hialurônico no organismo nestes períodos da vida da mulher. Por isso, os médicos não recomendam que suas pacientes usem cremes e séruns ou façam preenchimentos injetáveis com ácido hialurônico quando estão grávidas ou amamentando.

Quem faz aplicação de ácido hialurônico precisa usar protetor solar sempre

VERDADE. Mas aqui tem uma pegadinha: TODAS as pessoas precisam usar protetor solar sempre, aplicando-o pelo menos duas vezes por dia, para se proteger contra os raios ultravioletas do sol (UVA e UVB) e se prevenir contra o câncer de pele e o envelhecimento precoce da pele. No que diz respeito ao ácido hialurônico em si, os resultados de sua ação não são afetados pela exposição ao sol.

Continua após a publicidade
Publicidade