Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Corte pixie pode ser seu aliado neste verão

O fios mais curtos trazem muita ousadia para o look, sem contar um frescor para as altas temperaturas

Por Tainá Goulart
8 dez 2023, 08h47

A sensação de uma brisa na nuca, a maior facilidade de arrumar no dia a dia, menos utilização de cosméticos… Enfim, no vai-e-vem climático atual, especialmente o brasileiro, existem vários benefícios em diminuir o comprimento dos fios. E quando o assunto é cabelo curto, o corte pixie é o queridinho!

Como adaptar o corte pixie para você

O Instagram, o TikTok, e o Pinterest, com certeza, são as principais fontes de referências de cortes de cabelos, tanto para quem senta na cadeira do salão de beleza, quanto para quem usa as tesouras para trabalhar.

De acordo com Dougllas Dias, hairstylist e idealizador do The Art Salon, escolher o melhor corte pixie envolve considerar tanto o formato do rosto, quanto a personalidade da pessoa.

“Em rostos redondos, por exemplo, o pixie ganha um visual mais harmônico com uma franja alongada. Para quem tem rosto quadrado, este tipo de corte fica melhor  em camadas e com a franja mais curta, assimétrica, ou, então, com uma franja diagonal mais longa, que também pode ser uma boa opção”, explica o hairstylist.

Quanto à personalidade, Dougllas diz que um pixie curto e ousado reflete confiança, enquanto um estilo mais suave pode ser ideal para quem busca uma abordagem mais clássica.

A chave é encontrar o equilíbrio entre o formato do rosto e a expressão pessoal. Caso a pessoa ainda tenha receios de diminuir o comprimento, o cabeleireiro indica ir aos poucos, podendo começar com um corte tipo Italian Bob, mais longo, na altura do queixo, por exemplo. 

Continua após a publicidade
View this post on Instagram

A post shared by DOUGLLAS DIAS (@dougllas)

Uma dica valiosa de Yuri Rosa, beauty artist do Ckamura SP, é entender, primeiro, qual é o seu tipo de cabelo, para, depois, começar a procurar por referências.

“Às vezes, a cliente chega no salão com várias imagens lindas do Pinterest, mas que não condizem com o fio dela, o caimento que ela está procurando… Enfim, o ideal é que a pessoa tenha em mente como ela quer a parte da frente, se quer a nuca mais ou menos batidinha, se ela quer praticidade ou tem mais tempo de escovar o franjão, por exemplo”, enfatiza Yuri, que fala também da pesquisa com hashtags no Instagram. 

“Uma coisa que vejo também é que trazem referências de mega produção, achando que o cabelo sempre estará assim. Importante lembrar que o que está na foto não será, necessariamente, o resultado final e rotineiro. Então, minha dica é pegar referências mais e menos produzidas, ter esse filtro na hora de procurar”, comenta o especialista do Ckamura SP.

View this post on Instagram

A post shared by Y U R I R O S A (@yurirf_)

Continua após a publicidade

Por que cabelos curtos são melhores no verão?

No verão, com o excesso da transpiração, é ideal que deixemos nosso cabelo mais curto mesmo, afirma Luciana Passoni, médica especialista em cabelos e transplante capilar, e CEO da Passoni Clinic.

“O suor atrapalha muito a conservação da beleza dos fios. Altera o PH, ajuda a desnaturar as proteínas da fibra do fio e retira o ‘óleo’ bom do nosso fio. Para o cabelo curto, é indispensável um reparador de pontas, que pode ser a base de sérum ou óleo, pois todo o fio que se romper vai gerar uma aparência de descuido”, explica Luciana. 

Além disso, a médica indica investir em bons condicionadores e máscaras que não pesem os fios, de preferência à base de aminoácidos e óleos essenciais.

“Cuidado com os shampoos mais hidratantes, pois eles pesam nos fios e não fazem a total higienização do couro. Não podemos esquecer da proteção solar para os fios curtos, finos e com tendência para a calvície. E, para finalizar, um leave-in, seja em creme ou sérum, com proteção térmica, para quem for usar ferramentas de calor, como o secador. A gente precisa prestar atenção nos pequenos detalhes durante o calor, para que nosso couro e o fio do cabelo se mantenham saudáveis”, diz a especialista. 

Inspirações de corte pixie

View this post on Instagram

A post shared by The Art Salon (@theartsalon_)

Continua após a publicidade
View this post on Instagram

A post shared by The Art Salon (@theartsalon_)

View this post on Instagram

A post shared by Y U R I R O S A (@yurirf_)

View this post on Instagram

A post shared by GABES BUENO – HAIR ARTIST (@gabesbueno)

View this post on Instagram

A post shared by C.Kamura (@ckamura)

View this post on Instagram

A post shared by The Art Salon (@theartsalon_)

Continua após a publicidade
View this post on Instagram

A post shared by The Art Salon (@theartsalon_)

View this post on Instagram

A post shared by Tina Calamba 💎 (@tinacalamba)

View this post on Instagram

A post shared by Y U R I R O S A (@yurirf_)

Investi no pixie, e amei!

Para a maquiadora Giovanna Visnardi, era um sonho raspar a cabeça, mas o receio do ‘o que os outros vão pensar’ foi maior e ela acabou postergando. A solução? O pixie.

Giovanna Visnardi demorou para chegar no corte pixie, mas conta que foi uma libertação total em sua vida

Continua após a publicidade

Giovanna Visnardi demorou para chegar no corte pixie, mas conta que foi uma libertação total em sua vida

“Foi uma transformação ao longo de muitos anos, mesmo sendo uma vontade muito antiga de raspar a lateral. E, conforme eu fui cortando o cabelo, vi que fui rompendo barreiras de pré-julgamentos meus, e parei de me importar com a opinião dos outros, algo que me trouxe um autoconhecimento mais focado e cheio de assertividade na vida pessoal e profissional. O cabelo que eu tinha não refletia a pessoa que eu era. Quando cortei pixie, a mudança reverberou em vários sentidos e parei de me colocar na caixa dos outros”, relembra Giovanna, que começou a encurtar o cabelo em 2013, mas só raspou a lateral em 2016. 

Hoje, ela também se ‘assumiu’ grisalha e mantém uma rotina de cuidados específicos para o seu tipo de fio, tanto na grossura, quanto na coloração.

“Quando meu cabelo estava mais comprido, assumo que era negligente com os cuidados capilares. Atualmente, faço muito mais tratamentos e produtos próprios para cabelos grisalhos, algo que assumi e me sinto muito poderosa, aliás. Trabalhando com beleza, adquiri mais conhecimento e isso é, de fato, empoderador em todos os sentidos”, afirma a maquiadora. 

View this post on Instagram

A post shared by Giovanna Visnardi (@giovanna.visnardi)

Acesse o nosso Canal de WhatsApp e receba nossos conteúdos diretamente no seu celular!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.