CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Astrologia e sexo? Entenda como o mapa astral nos ensina a ter mais prazer

Planetas como Vênus e Marte ditam a maneira como nos entregamos aos prazeres e fantasias sexuais

Por Kalel Adolfo Atualizado em 5 jul 2022, 09h43 - Publicado em 5 jul 2022, 08h35

Traços de personalidade, maneira de se comunicar e a forma com que lidamos com o amor: o mapa astral é capaz de revelar tudo isso. Mas você sabia que a ferramenta também é extremamente útil quando o assunto é a descoberta de nossos prazeres sexuais? Pode parecer exagero, mas planetas como Vênus e Marte — e Lilith, ponto virtual da órbita lunar — trazem revelações sobre fantasias e desejos eróticos.

Tudo vai depender de quais signos estão posicionados nessas casas. A partir daí, é possível entender a natureza de seus prazeres na cama — e o que realmente te deixa feliz no sexo. A seguir, a astróloga Claudia Lisboa explica quais são os aspectos essenciais para compreendermos a relação entre a astrologia e a sexualidade:

Vênus

De acordo com Claudia, Vênus traz o poder do afeto, principalmente por estar bastante relacionado à deusa Afrodite da mitologia romana. “Essa divindade era casada, mas possuía casos com diferentes indivíduos, sendo símbolo de um amor libertário”, explica.

Também não podemos esquecer que o planeta está associado à beleza, afeto, versatilidade, paixão e atração sexual. Regido por Touro e Libra, a posição de Vênus em nosso mapa astral irá revelar como lidamos com o amor, o que desperta nossos desejos ao longo da vida e quais são as estratégias que utilizamos na hora da sedução.

Quando o astro apresenta vínculos com signos de Terra (Touro, Virgem e Capricórnio), a forma de expressar a sexualidade é mais prática e realista, sem grandes fantasias mirabolantes. Em signos de Ar (Gêmeos, Libra e Aquário), a comunicação e as experiências inusitadas têm grande influência no quanto nos sentimos atraídos por alguém.

Agora, se a sua Vênus estiver ligada a um signo de Água (Câncer, Escorpião e Peixes), a imaginação e os fetiches terão grande relevância. Por fim, o astro associado a um signo de Fogo (Áries, Leão e Sagitário) traz a intensidade e o calor como protagonistas.

Marte

Marte simboliza Ares — Deus da Guerra — na mitologia romana. Aliás, a divindade é um dos grandes amantes de Vênus. Por isso, Cláudia Lisboa revela que o planeta também traz grandes impactos em nossa vida sexual. “Marte simboliza o impulso da sexualidade, a força, a atitude e a coragem. É o guerreiro interior que move um indivíduo em busca da autoafirmação”, esclarece a astróloga.

Portanto, o signo relacionado ao astro irá indicar como você usa a energia para lidar com seus impulsos sexuais e desejos. Enquanto os signos de Fogo e Ar possuem uma maior tendência a se jogar em experiências inusitadas, Água e Terra podem ter uma certa dificuldade em se entregar ao desconhecido.

Lilith

Pouco citada pelos amantes de astrologia, Lilith é um ponto virtual inspirado em uma figura mitológica judaica, apresentado como a primeira mulher de Adão, antes mesmo de Eva existir.

Continua após a publicidade

Um ponto virtual é o lugar mais distante da Lua em relação à Terra. A associação do nome ao elemento aconteceu pela forma que Lilith se manteve questionadora, reivindicando seus direitos e prazeres”, clarifica a astróloga.

Cláudia explica que, dependendo da posição de Lilith, é possível saber como um indivíduo lida com a fidelidade, as emoções e a libido. “Essa figura é essencial para a sexualidade, pois nos ensina a romper os tabus e manter a cabeça aberta para tudo aquilo que pode beneficiar nossos desejos”, declara.

Segundo a especialista, essa casa no mapa vem para mostrar como podemos buscar a liberdade onde possuímos amarras. “Lilith também nos ensina a dizer ‘não’ para aquilo que não desejamos. Ela indica os caminhos para um sexo autêntico e fiel a quem somos.”

Casa 5

A Casa 5 é o primeiro ponto do mapa que nos auxilia a buscar o autoconhecimento sexual. “Eu considero que a quinta casa representa um setor da nossa vida em que compreendemos melhor aquilo que é causador, motivo de prazer puro”, elucida.

Ela também afirma que essa casa pode ser a responsável pelo despertar da eroticidade, autoconfiança e a desenvoltura perante o outro.

A criatividade e o sexo podem andar lado a lado neste setor, nos ajudando a despertar novas ideias e ter mais confiança para testar aventuras picantes. “O signo que ocupa a quinta casa do mapa astral irá ditar o modo em que esse aspecto entrará em cena.”

Casa 8

“Nesta casa, nós entramos em um outro campo, que é a sexualidade como uma experiência que nos transforma, que nos desnuda. Não só fisicamente ao tirarmos nossas roupas, mas também ao tirar nossas máscaras e nos entregarmos, conseguindo enfrentar os tabus inerentes da sexualidade”, conclui.

 

Continua após a publicidade

Publicidade