Robin Wright: “Me prometeram um salário igual e descumpriram”

Durante Festival de Cannes 2017, atriz lembra significado do movimento feminista. Recentemente, revelou que luta para ganhar o mesmo que Kevin Spacey

A atriz Robin Wright, 51 anos, é uma das atrizes com forte atuação na luta pela igualdade salarial entre homens e mulheres na indústria do entretenimento, junto a famosas como Patricia Arquette, Jennifer Lawrence e Gillian Anderson. Em recente entrevista a revista digital NET-A-PORTER, a Claire Underwood da série House of Cards revelou que foi enganada pela pela Netflix – responsável pela produção – a respeito da equidade de pagamentos prometidos pela empresa.

Foi dito a mim que eu estava recebendo o mesmo salário [que o ator Kevin Spacey], e eu acreditei. Mas, descobri recentemente que isso não é verdade. E isso é algo a ser investigado”, disse a norte-americana a publicação.

Leia mais: Facebook e a Microsoft anunciam igualdade salarial entre gêneros

A revelação acontece ao mesmo tempo que a atriz participa do Festival de Cannes 2017, para divulgar seu primeiro projeto como diretora – o curta-metragem The Dark of Night – e incentivar a participação de mulheres no setor. “Devemos incentivar as jovens gerações a se expressar. Feminismo significa igualdade. E ponto. O mesmo salário pelo mesmo trabalho. Agora, a decisões têm que avançar por parte dos que tomam decisões e financiam filmes, que são, em sua maioria, homem”, disse Robin em debate organizado durante o Festival.

Esse avanço era o esperado por Robin por parte da Netflix. Há um ano, Robin negociou com a empresa o aumento de seu salário para que ele se igualasse com o de seu companheiro de elenco, Kevin Spacey, e encerrar desigualdade salarial que existia entre os dois.

“Conferi as estatísticas e vi que Claire era mais popular que o Frank [interpretado por Spacey] em certo período, então resolvi capitalizar em cima disso. Então mostrei essa realidade e lhes disse: ou me pagam melhor ou torno pública essa realidade. E eles aceitaram“, contou a atriz em evento na sede da Fundação Rockfeller, em Nova York, em maio de 2016.

O salário de Spacey ou de Robin não são divulgados pela Netflix, porém especula-se que o ator receba, em média, US$ 500 mil por episódio, e Robin, US$ 420 mil.

Na época, a atriz ainda lembrou como a desigualdade entre homens e mulheres ainda era uma realidade no mercado de trabalho artístico e que essa negociação mostrava um avanço.”Há poucos filmes e séries de televisão que mulheres e homens estão igualados e House of Cards é uma delas. É, no mínimo, um paradigma perfeito.”

Leia mais: As mulheres avançaram rumo à igualdade, mas há muito a conquistar

Contudo, o que foi prometido não aconteceu na vida e na conta bancária de Robin. Para a atriz, tal diferença não faz sentido tendo em vista que os dois personagens que compõem o casal central da história sobre a política dos Estados Unidos têm peso igual na história da série.

Claire e Frank são equivalentes em termos de poder, de união e de seus argumentos ao longo da narrativa. Eu posso não ter tantas cenas ou palavras quantas, mas Claire [é uma personagem] que não precisa verbalizar muito. Frank, por outro lado, é um orador, um poeta. Claire é uma [pessoa] que fica nos bastidores, direcionando as ações do marido. Contudo, eles são companheiros com um mesmo plano“, disse Robin à NET-A-PORTER.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Como assim salário igual? Kevin Spacey tem um oscar de melhor ator e um oscar de melhor ator coadjuvante. Robin Wright não tem nada. A comparação é como se fosse uma Valesca Popozuda querer o mesmo salário-cachê de Roberto Carlos. Sou a favor da igualdade e não da segregação. Sei que existem diferenças salariais entre homens e mulheres que ocupam o mesmo cargo… mas culpar machismo por não ter o mesmo salário, neste caso, não condiz com a realidade. Se fosse igualdade assim a ferro e fogo, pq os atores de filmes adultos recebem 10 vezes menos que uma atriz? Mas aí falam… ahhh a diferença é grande pq a mulher isso, isso e aquilo… Creio também que todos entenderam que realmente não tem comparação e outros fatos devem ser levados em conta. Não se compara um ator vencedor de oscar com uma atriz que só fez papéis coadjuvantes e sem nenhum prêmio relevante querer o mesmo salário. Isso não é machismo, apenas falta de competência.