Orbiting: uma forma de terminar o relacionamento e continuar por perto

Prática pode fazer com que ex parceiro imagine que existem chances de reatar o relacionamento

Por mais que tenha um nome novo, a prática do Orbiting já é uma antiga conhecida daqueles que terminam muitos relacionamentos. Aliando-se ao ghosting, essa é uma forma de terminar com alguém, mas ainda continuar ligado na vida da pessoa, por meio das redes sociais.

O termo foi cunhado por Anna Iovine, do site Man Repeller, e é usado para definir uma forma de stalking (quando uma pessoa fuça muito os perfis de outra nas redes) que acontece mesmo depois do término do relacionamento.

Leia mais: O presente que Rainha Elizabeth deu para Kate pelo nascimento do bisneto

A primeira fase para que o Orbiting seja reconhecido é saber se você já passou pela experiência de ghosting. Se, depois de terminar uma relação, a pessoa com quem você namorava simplesmente sumiu do radar (você não soube mais nada dela, ela nunca mais te mandou mensagem ou frequentou os mesmos lugares que você), então você já passou por isso.

No Orbiting, o seu ex assume uma posição de ghosting, mas ainda continua checando a sua vida o tempo todo por meio da internet – pelas suas redes sociais ou de amigos.

Leia mais: Myriam Rios sugere voltar com Roberto Carlos

Para ter certeza que esse é o seu caso, basta perceber se o seu ex tem visto seus stories no Instagram, se ele curte suas fotos no Facebook ou se ele marca presença em alguma rede social, mas não se comunica com você de forma alguma, não manda nenhuma mensagem.

Orbiting é uma maneira estranha de lidar com um término e pode confundir muito a cabeça de quem está sendo stalkeado, podendo fazer com que a pessoa imagine que existem chances de reatar o relacionamento.

Anna descreve esse termo como sendo uma aproximação “perto o suficiente para um ver o outro, mas longe o suficiente para nunca conversarem”.

Por sua proximidade com o ghosting, alguns até acham que é só mais um termo redundante, já que, para essas pessoas, o Orbiting é apenas um ghost que, na verdade, fica visível.

Veja mais: Irmão de Meghan Markle tenta impedir casamento real com carta para Harry