Mãe recebe advertência do condomínio por choro de filhos gêmeos

A reclamação aconteceu depois de um período em que as crianças estavam com pneumonia e dor

A dentista Luciana Krull, de 40 anos, foi surpreendida por uma advertência da administração do condomínio em que mora com o marido e seus filhos pelo seguinte motivo: “choros e gritos de crianças antes das 7h”, dizia a notificação, que foi divulgada na rede social de Luciana.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

Segundo a moradora, no início de setembro, os gêmeos Lucas e Gabriel, de 2 anos, foram diagnosticados com pneumonia. As crises de tosse, otite e bronquite, além de episódios de vômito, passaram a fazer parte da rotina da família. Consequentemente, as crianças choravam por conta de dor.

“Eu fiquei arrasada. Ser notificada oficialmente por uma coisa que eu não tenho como controlar é absurdo. São duas crianças pequenas, que estavam muito doentes, tomando antibiótico e corticoides que os deixavam enjoados. O estranho é que ninguém nunca reclamou nem me ligou”, revelou a dentista ao G1.

Nas redes sociais, Luciana ainda desabafou “O que esperam que eu faça? Tampem a boca dos meus filhos? Os amordacem? Ninguém nos oferece ajuda, ninguém se coloca no nosso lugar… Empatia, será que sabem o que isso significa? ”, escreveu a mãe.

Para o G1, a empresa responsável pela gestão do prédio, BMC, explicou que a notificação foi coerente à situação. “Não houve extremo algum, a gente está cumprindo um protocolo. Sabemos que é delicado, mas houve várias reclamações (foram quatro ao todo), de um choro excessivo durante a madrugada. A BMC se solidariza, mas a advertência teve que ser aplicada”, declarou.

Leia também: Juiz aposentado encontra jeito inusitado para fugir da solidão

+ Conheça Manu Trigo, atriz de ‘Aruanas’ com paralisia cerebral

PODCAST – Como dialogar com as crianças e adolescentes sobre sexualidade