CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Filme ‘Slam – Voz de Levante’ aborda movimento que mescla poesia e crítica

Longa acompanha história de Roberta Estrela D’Alva, brasileira que trouxe o movimento ao país e vencedora do Prêmio CLAUDIA

Por Da Redação Atualizado em 22 nov 2018, 11h47 - Publicado em 22 nov 2018, 11h46

Estreia hoje, 22 de novembro, o filme “Slam – Voz de Levante”. Filmado entre 2011 e 2017, o longa acompanha a história de Roberta Estrela D’Alva, uma experiente slammaster (uma apresentadora de ‘slam’), que conduz o espectador por competições de Poetry Slam.

Completando 10 anos de chegada ao Brasil, os Poetry Slams são batalhas de poesias performáticas que unem texto com a habilidade de apresentá-lo no palco. O púbico é peça fundamental deste “jogo” e tem a permissão (e até a responsabilidade) de participar ativamente das disputas. Hoje, já existem mais de 150 comunidades espalhadas em 18 estados do país, fato mostrado pelo documentário.

Dirigido por Tatiana Lohmann e Estrela D´Alva, o filme visita clubes em Nova York e Chicago; atravessa o oceano até o campeonato mundial de slam em Paris e volta para as cidades do Rio e de São Paulo. Ao longo da produção são exibidos os bastidores desse movimento, além de talentos dos mais diversos países com suas poesias emocionantes e formadas por críticas sociais e performance.

Exibido na Mostra Internacional de São Paulo do ano passado, o documentário conquistou os prêmios de Melhor Direção de Documentário e Prêmio Especial do Júri no Festival do Rio de 2017, e o prêmio de Melhor Filme Nacional no Festival Internacional Mulheres No Cinema (FIMCINE). Com produção da Exótica Cinematográfica em coprodução com a Globo Filmes, GloboNews e Miração Filmes e apoio do Itaú Cultural, o filme estreia em 22 de no novembro com distribuição da Pagu Pictures.

Roberta Estrela D’Alva

A disputa  abordada no longa nasceu em Chicago, na década de 1980, mas só chegou ao Brasil quase três décadas depois, graças à atriz-MC Roberta Estrela D’Alva. “O slam é um exercício de escuta, algo muito importante hoje, já que vivemos imersos no mundo virtual. E as mulheres estão dominando a cena”, conta ela, que também é apresentadora do programa Manos e Minas, da TV Cultura, e uma das fundadoras do Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, que mistura encenações e hip hop.

Continua após a publicidade

A artista foi a grande vencedora da categoria ‘Cultura’ do Prêmio CLAUDIA 2018, maior premiação feminina da América Latina e realizado em outubro deste ano. 

Confira no vídeo um pouco de sua história:

Leia tambémA força do feminismo negro para promover mudanças

+ Bebê de 11 meses recebe coração de menino que morreu em acidente doméstico

Siga CLAUDIA no Instagram!

Continua após a publicidade
Publicidade