Como se proteger dos golpes que estão bombando no WhatsApp

Em nova modalidade, bandidos prometem ingressos para festas de celebridades e invadem os celulares das vítimas para pedir dinheiro para os contatos.

Aconteceu comigo na última segunda-feira (2). Recebi uma ligação de um pessoa que se dizia da assessoria da Preta Gil afirmando que eu estava sendo convidada para a festa de final de ano dela. Para receber o QR code do convite precisava apenaspassar o código de seis dígitos que chegaria em meu celular via SMS. No meu caso foi a Preta. Mas os golpistas estão usando o nome de Hugo Gloss, Celso Portiolli, Maisa Silva e outras celebridades para invadir os celulares das vítimas. 

LEIA MAIS
Como saber se você caiu no ‘Golpe do WhatsApp’;
Celso Portiolli explica como não cair no ‘novo golpe’ do Instagram

COMO FUNCIONA O GOLPE

O golpista liga para seu número e diz que você está entre os “convidados vip” da superfesta de final de ano do Fulano (insira aqui o nome de uma celebridade). Para isso, ganhará um ingresso virtual e só precisa passar os 6 dígitos enviados por SMS. Você realmente recebe um SMS com código mas é com um link de acesso para seu WhatsApp (o mesmo que um usuário recebe ao instalar o aplicativo quando compra um novo aparelho de celular, por exemplo). No meio da ligação e envolvida pela conversa do golpista a pessoa pode acabar revelando esse código.

Aí vem a parte 2 do golpe. Com o tal código de verificação em mãos, é possível “trocar o dono” da sua conta. “Esse golpe é novo mas o número de reclamações já é massivo no Brasil. É uma abordagem simples que só depende da lábia do golpista. Por ser simples e rápido, muita gente acaba caindo”, afirma Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky, empresa internacional de cibersegurança. Com o domínio de seu whatsApp, o golpista passa a enviar mensagens para seus contatos, pedindo dinheiro.

COMO SE PROTEGER

Os criminosos conseguem o número de telefone das vítimas de muitas maneiras mas, segundo Fábio, uma das mais comuns é em sites de compra e venda – você cadastra um produto e põe seus contatos para os possíveis compradores tirarem dúvidas. Então, uma primeira atitude de segurança é repensar onde e como distribui essas informações pessoais. Mas o passo mais importante, tanto segundo o especialista em segurança quanto para a assessoria do oficial do WhatsApp é fazer a verificação em duas etapas. Foi, inclusive, o que me salvou. O golpista ainda tentou me enganbelar mais um vez, pedindo que eu criasse uma senha de 6 dígitos para lembrar no dia da festa – na esperança de que eu falasse o mesmo número. Por sorte, eu estava em frente ao meu computador, com whatsApp web conectado. Ao passar o primeiro código, o login caiu, desconfiei da abordagem e desliguei o telefone. Fábio reforça a importância da atitude. “Com essa verificação é criado mais um obstáculo para o golpista. Assim, você protege a si mesmo e também seus amigos e familiares de serem atacados”, diz. 

Aliás, é importante salientar o outro lado do golpe. Se você receber uma mensagem estranha de algum contato pedindo dinheiro, desconfie. “Esses golpistas são bons de conversa. Eles vão tentar te convencer de que é o determinado amigo escrevendo e contar histórias das mais elaboradas como: ‘bateram no meu carro, estou aqui na oficina e preciso que você transfira um dinheiro para mim’”. A dica de Fábio para evitar cair nesse golpe é apelar para a boa e velha ligação. “Se você receber uma mensagem pedindo dinheiro, ligue para o contato e confirme a informação. Pedir e mandar uma mensagem de áudio, na qual você reconhece a voz da pessoa, também funciona“, garante  

Outra recomendação do analista de segurança é ter antivírus no celular. “Logo esse golpe ficará famoso e eles inventarão um novo. Ter esse tipo de proteção dificulta a ação dos criminosos. Para proprietários de celulares do sistema Android, é possível fazer download gratuitamente. A ferramenta não existe para usuários de iPhone, mas esses aparelhos já possuem uma tecnologia mais difícil de ser invadida. 

O QUE FAZER SE DESCOBRIR QUE SEU WP FOI CLONADO

Se você tentar logar no seu WhatApp e não conseguir, é bem provável que ele tenha sido clonado. Nesse momento, vale ligar para contatos próximos e pedir para a pessoa avisar em grupos com muitas pessoas em comum (família, colegas de trabalho, amigos…). É essencial também seguir as orientações abaixo, sugeridas pelo delegado Alessandro Barreto, especialista em crimes digitais. Sobre informações contidas em conversas antigas, pode ficar despreocupada. Em caso de tentativa de roubo de conta, o WhatsApp ressalta que a criptografia de ponta a ponta do aplicativo não é comprometida. Ou seja, o golpista não tem acesso a mensagens anteriores que estão armazenadas no seu telefone”, garante Clarissa Ferreira, assessora de imprensa do app. O WhatsApp também fornece um manual com dicas de procedimento em caso de contas roubadas.  

%d blogueiros gostam disto: