Ação destaca mulheres com histórias de superação no trânsito

A campanha, que teve início no Dia Internacional da Mulher, reúne 27 histórias

Quase 40% das 24 milhões de Carteiras de Habilitação de São Paulo pertencem às mulheres. Elas estão no trânsito todos os dias e acabam sofrendo muito preconceito. Pensando nisso, a Detran.SP criou a ação #ElasPorElas.

No Dia Internacional da Mulher, o órgão anunciou a campanha. Ela destaca mulheres com histórias de superação no trânsito, tanto com assédios, quanto com preconceitos de gênero.

Serão 24 mulheres contando suas histórias, a fim de inspirar e encorajar outras mulheres a uma nova profissão, um novo comportamento, novos olhares e desafios. Oito dos vídeos já estão disponíveis no Facebook do Detran.

O primeiro deles fala sobre a mecânica Thais Roland, de 38 anos. Ela restaura carros antigos e fundou o canal “Coisa de Menino Nada”. Largou a carreira de TI para se dedicar à paixão de criança.

Leia mais: Seria possível ter evitado a tragédia em Suzano?

A profissional ainda compartilha o conhecimento da profissão com outras mulheres em cursos e nas redes sociais (YouTube e Facebook). O objetivo é ajudá-las a não cair em “conversa de mecânico”.

E os vídeos não foram a única abordagem usada pelo órgão paulista. Lives também serão feitas nos dias 19 e 28 de março, com temas como empoderamento feminino e dicas de manutenção.

A Live do dia 19 será às 15h e contará com um bate-papo sobre empoderamento feminino, preconceito e assédio. A conversa conta com Isabela Guimarães Del Monde, a cofundadora da Rede Feminista de Juristas – deFEMde.

Já a do dia 28 contará com dicas sobre como não cair em roubada em oficinas mecânicas e de manutenção preventiva, com a Thais Roland. começará às 15h.

Conheça a história de mais algumas mulheres presentes na campanha:

Débora Cristina Vieira, 40 anos

Trabalha há 11 anos como motorista de transporte coletivo. Foi a primeira motorista mulher de ônibus biarticulado em Guarulhos. Diz que hoje alguns motoristas se sentem “ameaçados”…

Catia Tappi, 42 anos

Trabalha com personalização de automóveis. Gosta de carros desde criança e o trabalho surgiu da customização que fez com o seu próprio veículo. De tantos elogios que recebeu, resolveu abrir um negócio e ganhar dinheiro com isso.

Suzane Carvalho

É piloto de automobilismo e motociclismo há 30 anos e fundadora de um centro de treinamento de pilotos que ensina pilotagem de competição e direção defensiva para ruas e estradas.

Veja mais: Suzano: merendeira que salvou 50 alunos recebe homenagens
+ Inspiração: mãe e filho se formam juntos em mesmo curso

Siga CLAUDIA no Youtube