Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Brasileiro: povo feliz ou povo triste?

Os dois ao mesmo tempo! É o que aponta o "Tá quente, Brasil", estudo da Timelens que mapeia as tendências de comportamento

Por Helena Galante
Atualizado em 28 out 2023, 21h15 - Publicado em 28 out 2023, 20h46

Definir uma identidade brasileira para além do futebol e do samba não é simples. Como encontrar, então, o que é tendência de verdade para uma nação tão diversa? A Timelens, consultoria de negócios baseada em dados, parte do ecossistema FutureBrand, mergulhou fundo na questão para descobrir o que está em alta (e faz sentido) para o consumidor brasileiro.

View this post on Instagram

A post shared by Timelens (@t1melens)

Foram analisados mais de 380 milhões de buscas no Google e 6,7 milhões de perfis nas redes sociais entre janeiro e agosto de 2023 para chegar ao estudo “Tá quente, Brasil”, apresentado na última segunda-feira (23/10).

As contradições deram o tom em todos os setores analisados. Faz sentido. O Brasil é um país de riqueza (10% dos mais ricos detêm quase 59% da renda nacional) e pobreza (que atinge mais da metade da população em nove estados); de orgulho (67% afirmam sentir “orgulho” de ser brasileiro) e de rejeição (76% dos jovens dizem querer deixar o país); de diversidade (57% da população não se considera branca) e de racismo (negros têm 2,6 vezes mais chances de ser assassinados aqui), para mencionar algumas das polarizações.

View this post on Instagram

A post shared by Timelens (@t1melens)

Continua após a publicidade

Os opostos dão o tom das tendências em quatro principais contradições. Afinal, estamos mais para “Brasileiro, povo feliz” ou “Brasileiro, povo triste?” Um pouco dos dois. O micro-movimento batizado de Triste com te(n)são aponta como trend a saúde mental, seja na abordagem bem-humorada de Pedro Vinicio e suas ilustrações de estética peculiar, ou na busca pela dissociação. Rir e aceitar o caos estão on.

View this post on Instagram

A post shared by PEDRO VINICIO (@pedrovinicio80)

Na polaridade “Brasil, país de todos” e “Brasil, país de poucos”, a junção dos extremos se traduz na tendência Invisibilizados (re)vistos. Na prática, isso significa passar do afrofuturismo para o afrocentralismo. Imersões na cultura e na música negra viram celebrações da negritude. Exemplos da tendência que veio para ficar (ainda bem) são a chegada do festival Afropunk na Bahia e o próprio Batekoo, que surge aqui como espaço de valorização da comunidade negra, periférica, urbana e LGBTIA+.

View this post on Instagram

A post shared by AFROPUNK BAHIA (@afropunkbahia)

Continua após a publicidade

Entre o “Brasil que reforça tradições” e “Brasil que rompe tradições” surge a tendência O tradicional desconstruído, trazendo novos sentidos para a fé, com o avanço da religião evangélica para além dos estereótipos, como mostrou o sucesso da novela Vai na Fé ou o impacto nas redes da jovem Vitoria Souza.

View this post on Instagram

A post shared by Vitória Souza (@oficial_vitoriasouza_)

O estudo completo da Timelens, cujo propósito é “decodificar o Brasil para impulsionar negócios à prova de futuro” está disponível aqui.

View this post on Instagram

A post shared by Timelens (@t1melens)

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.