Sobrepeso pode anular os benefícios proporcionados pela prática de exercícios físicos

Estudo indica que para indivíduos obesos só a prática de exercícios não é garantia de vida mais longa

Um novo estudo divulgado pela International Journal of Epidemiology indicou que a obesidade é capaz de “anular” os benefícios dos exercícios no corpo. Isto significa que a pratica de exercícios por si só não dá ao obeso garantia de uma vida mais saudável.

Cientistas suecos da Universidade de Umea acompanharam 1,3 milhões de jovens homens. Durante a análise de dados, os pesquisadores perceberam que os participantes magros e sedentários tinham risco de morrer (por qualquer causa) 30% menor do que os obesos.

O dado, no entanto, não deve desanimar os gordinhos na tentativa de levar uma vida mais ativa. Outro estudo, realizado por pesquisadores da Universidade do Mississipi, acompanhou 11 mil pessoas de 36 a 85 anos por dez anos e viu que, independentemente da obesidade, os participantes que faziam exercícios conseguiram reduzir o risco de mortalidade – no caso, não houve discriminação desse risco por tipo de doença. Praticar exercícios vale a pena, independentemente do nível de massa corporal de cada um.  Isto porque um estilo de vida não-sedentário reflete na longevidade e ainda aumenta a qualidade de vida.