Clique e assine com até 75% de desconto

Cientistas descobrem remédio mais eficaz na prevenção da AIDS em mulheres

Novo medicamento injetável e de longa duração vira o jogo na prevenção para as mulheres, segundo os pesquisadores

Por Da Redação Atualizado em 9 nov 2020, 13h42 - Publicado em 9 nov 2020, 14h00

Tomar uma dose a cada dois meses de um medicamento injetável de prevenção contra o vírus HIV é mais eficaz do que um comprimido por dia, segundo divulgaram pesquisadores nesta segunda-feira, 9. A notícia foi publicada pelo jornal The New York Times.

A descoberta do sucesso do uso de uma injeção de longa duração fez com que os ensaios clínicos da pesquisa fossem finalizados antes do que o previsto. A prevenção em seis doses do medicamento por ano, para os cientistas, trata-se de um avanço importante no combate ao vírus da AIDS e que muda o jogo para as mulheres. Muitas mulheres se esquecem de tomar o medicamento diário, ou têm problemas para esconder que tomam uma medicação do gênero de seus parceiros. Uma opção injetável e de longo prazo resolve os dois problemas.

No ano passado, elas – entre mulheres e meninas – responderam por metade das novas infecções pelo vírus, segundo a Unaids, da ONU. Um desafio da medicação, segundo a reportagem, é ter um preço acessível para a população.

Que medicamentos de prevenção a AIDS estão disponíveis?

Atualmente há no mercado um medicamento, Truvada (uma combinação das substâncias entricitabina e fumarato de tenofovir) usado na profilaxia de prevenção (pré-exposição) destinadas a adultos que estão em grupos de alto risco.

Fazem parte desse grupo, parceiros de pessoas que têm o vírus, profissionais do sexo, entre outros casos indicados na bula do medicamento.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade