Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Reino Unido é o primeiro país a aprovar vacina contra Covid-19

A população deverá ser imunizada com a vacina da Pfizer e BioNTech a partir da semana que vem

Por Da Redação 2 dez 2020, 11h15

O Reino Unido é o primeiro país a aprovar a vacina contra a Covid-19 no mundo. Nesta quarta-feira (2), o governo britânico autorizou o uso da vacina produzida pela americana Pfizer e a alemã BioNTech e prometeu começar a imunização da população na semana que vem.

“O governo aceitou hoje a recomendação da agência reguladora independente sobre medicamentos e produtos de saúde para aprovar a vacina contra a Covid-19 da Pfizer-BioNTech”, anunciaram as autoridades britânicas. Ainda será decidido quais serão os grupos que terão prioridade no acesso ao imunizante, como idosos e profissionais da saúde. Também ainda não é conhecida a quantidade de doses que estarão disponíveis no país até o final do ano.

Albert Bourla, presidente da Pfizer, comemorou o anúncio. “Antecipando novas autorizações e aprovações, nosso foco é avançar com o mesmo nível de urgência para fornecer de forma segura uma vacina de alta qualidade ao redor do mundo.”

Na última terça-feira (1), a Pfizer havia solicitado às autoridades de regulação de medicamentos da Europa a autorização para o uso emergencial de sua vacina, que demonstrou 95% de eficácia contra o novo coronavírus. O mesmo foi feito nos Estados Unidos.

Já no Brasil, o Ministério da Saúde informou, também na terça-feira, que as vacinas contra a Covid-19 que serão incluídas no Plano Nacional de Imunização devem “fundamentalmente” ser termoestáveis e poder ser armazenadas em temperaturas entre 2ºC e 8ºC – o que não é o caso da Pfizer, que exige condições de armazenamento com temperaturas de -70ºC.

Além disso, o Ministério da Saúde determinou que não deve imunizar toda a população durante 2021, apenas os grupos considerados prioritários. São eles idosos a partir de 75 anos, população indígena e idosos a partir de 60 anos que viverem em asilos ou instituições psiquiátricas.

  • O que é mieloma múltiplo e como tratá-lo

    Continua após a publicidade
    Publicidade