Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Males causados pelo estresse

O estresse crônico desencadeia doenças para as quais a pessoa já tem uma predisposição. Veja quais são e evite-as!

Por Redação M de Mulher Atualizado em 20 jan 2020, 16h44 - Publicado em 6 out 2010, 21h00

Confira os principais estragos do nervosismo excessivo
Foto: Getty Images

O estresse sem interrupção pode um problema. É o que acontece quando alguém sofre todos os dias nas mãos de um chefe autoritário. Ou, então, quando a pessoa que cuida de um parente doente se sente sobrecarregada de responsabilidades e ainda vive com medo de perder o ente querido. Essa pressão constante acaba propiciando o aparecimento de inúmeras doenças:

Hipertensão

O coração acelera o ritmo. Em altas doses, e por um longo período, a adrenalina aumenta a pressão arterial de maneira irreversível.

Insônia

Costuma ser o primeiro sinal. O cortisol, hormônio que deixa a pessoa alerta, é produzido em excesso, impedindo um sono tranquilo.

Transtornos mentais

Ansiedade, depressão, síndrome do pânico e até esquizofrenia. Se houver uma tendência ao desenvolvimento de algum distúrbio psiquiátrico, o estresse crônico pode ser o gatilho que irá dispará-lo.

Problemas gástricos

O estresse leva a gastrite, úlcera, refluxo, diarreias e colites, entre outras complicações digestivas.

Queda do sistema imunológico

A baixa imunidade acaba facilitando o aparecimento de infecções, como cistite e pneumonia. Quem tem predisposição a doenças autoimunes, como a psoríase, que afeta a pele, fica ainda mais suscetível ao estresse prolongado.

Continua após a publicidade
Publicidade