Mãe põe cebola cortada no quarto de filho com tosse e ele vai parar na UTI

Juliana Ishiara acreditou em um boato de internet que já causou problemas de saúde em outras crianças

O filho da assistente financeira Juliana Ishiara, de 35 anos, estava sofrendo com muita tosse. A mãe, então, colocou uma cebola cortada no quarto do pequeno Henzo ao ver na internet que isso poderia acabar com a tosse dele. No entanto, o quadro da criança piorou tanto que ela precisou ser internada na UTI.

À Revista Crescer, Juliana explicou que seu filho pegou um resfriado comum que o levou a ter muita tosse e secreção. “Levei o Henzo ao pediatra e estava tudo certo. Coriza clara, pulmão limpo. Seguimos com o tratamento tradicional à base de inalação, lavagem com soro fisiológico e xarope fitoterápico”, conta.

Veja o que está bombando nas redes sociais

Ao encontrar a dica da cebola cortada na Internet, Juliana resolveu experimentar. Cortou o alimento em quatro pedaços e colocou próximo a cama de Henzo. Em cerca de cinco minutos, o menino teve uma crise de tosse bem mais forte do que tinha antes.

“Ele puxava o ar, mas não conseguia respirar. O esforço para tossir era tamanho que, em minutos, ele vomitou e começou a ficar muito cansado. Eu escutava um forte barulho quando ele tentava respirar”, relatou Juliana.

Preocupada, a mãe levou o filho rapidamente ao pronto-socorro e ele foi atendido às pressas. Segundo ela, o pequeno recebeu oxigênio, tomou injeção de adrenalina e fez inalações com altas doses de medicamento. Henzo permaneceu por cinco dias na UTI, com medidor de oxigênio.

Juliana contou também que, segundo as enfermeiras do Hospital Notre Dame, em São Paulo, outras crianças já passaram pela mesma situação após terem contato com a cabola cortada. Isso acontece porque o alimento, ao ser fatiado, libera um gás volátil à base de enxofre, de acordo com o explicado pela pediatra Patrícia Fukui.

Ela acrescenta, ainda, que a prática não passa de um mito e não há evidências de que o vegetal é eficaz na recuperação de tosses e problemas respiratórios.

Leia também: Casal é condenado por desnutrir bebê ao submetê-lo à dieta vegana

+ Selfies estão ajudando a aumentar a transmissão de piolhos, sugere estudo

PODCAST De onde tirar forças para enfrentar a dor