Casal é condenado por desnutrir bebê ao submetê-lo à dieta vegana

Os pais introduziram uma alimentação à base de batatas, aveia, pão e arroz ao filho

Um casal australiano foi condenado pela desnutrição de sua filha na última quinta-feira (22). De acordo com a BBC News Brasil, os pais, que não podem ser identificados, submeteram a bebê a uma severa dieta vegana, que deteriorou sua saúde. Eles receberam uma pena de 18 meses de prisão, convertida em 300 horas de prestação de serviços comunitários.

Hoje a menina tem três anos de idade, mas na época, quando tinha apenas 19 meses de vida, estava tão desnutrida que seus dentes ainda não haviam crescido. A dieta a qual foi submetida era à base de aveia, batatas, pão e arroz.

A criança foi hospitalizada em março de 2018, quando sua mãe contatou a emergência comunicando que sua filha tinha sofrido uma convulsão. De acordo com a agência de notícias Australian Associated Press, ao chegar no hospital, os médicos constataram que ela estava gravemente desnutrida, pois seus lábios estavam azuis, os pés e as mãos frios, o nível de açúcar no sangue era baixo, além de pouco tônus muscular.

Veja o que está bombando nas redes sociais

A juíza Sarah Huggett, que anunciou a sentença, criticou os pais por oferecerem uma dieta “completamente inadequada” à filha. Ela diz que a criança estava abaixo do peso ideal, com altura inferior a normal e atrasada em relação aos marcos apropriados para a idade.

O casal perdeu a guarda da filha, apesar de manterem contato com ela. De acordo com a juíza, “é responsabilidade de todos os pais garantir que a dieta que proporcionam aos filhos seja equilibrada e contenha nutrientes essenciais suficientes para o crescimento ideal (da criança).” Ela ainda afirma que os dois não são “muito jovens, tampouco sem instrução” e que têm outros dois filhos que cresceram sem maiores problemas.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, a menina vive hoje com os irmãos sob os cuidados de outros membros da família em Queensland.

“A saúde dela melhorou, mas ainda precisa de sessões de fonoaudiologia e fisioterapia, ainda toma remédios e suplementos para estimular o crescimento e permanece física e mentalmente abaixo da média”, diz a reportagem.

Vale ressaltar a importância de consultar um nutricionista antes de adotar ao vegetarianismo ou veganismo para que o profissional dê a orientação necessária para uma substituição saudável dos alimentos de origem animal.

Leia também: Mulher amamenta no chão de trem após passageiros negarem lugar

+ Mulher vai ao hospital achando que tem pedra nos rins e sai com trigêmeos

PODCAST De onde tirar forças para enfrentar a dor