Como evitar a sensação de “moleza” em dias quentes

A hidratação e o fracionamento das grandes refeições são pontos-chave

Em dias de temperaturas mais altas, muitas pessoas sofrem com a sensação de “moleza” e com a indisposição.

Alimentação e hidratação são dois dos fatores que influenciam bastante nesse mal-estar e é preciso ficar atento a eles.

Conversamos com o nutricionista Breno da Silva Lozi e com Aline Lamaita, angiologista e cirurgiã cardiovascular, para saber como evitar esse problema

CLAUDIA: Por que a água é tão importante para o nosso corpo?

Dra. Aline Lamaita, angiologista e cirurgiã vascular: A água é o principal componente do nosso sangue, fundamental para o transporte de substâncias, como o oxigênio, nutrientes e sais minerais por todo nosso sistema circulatório. Dessa forma, ela leva nutrientes para as células, o que traz benefícios para todo o organismo, inclusive para o cérebro, que consegue funcionar. Portanto, se manter hidratada também nos deixa mais dispostas. Além disso, a água proporciona a eliminação de substâncias, como no caso da urina e do suor. Esse último tem a função de regular a temperatura do corpo, ou seja, refrigerar. É através das glândulas sudoríparas que eliminamos a água e minerais. Essa estratégia do corpo é responsável por nos livrar do excesso de calor gerado pelo metabolismo, que é mais acelerado pelas altas temperaturas, regulando a temperatura corporal.

Ao entrar em contato com o meio, o suor evapora na superfície da pele, causando o resfriamento do corpo. Além disso, ele é responsável por melhorar a filtragem e a diluição do ácido lático, que possui a função de amenizar as dores musculares, depois que nos exercitamos mais do que o nosso condicionamento permite.

CLAUDIA: E como se manter hidratada no verão?

Dra. Aline Lamaita, angiologista e cirurgiã vascular: Durante o verão, com a transpiração intensa, precisamos ingerir mais água para manter resguardados todos os benefícios que ela traz para o nosso corpo. O ideal é que se beba de 2 a 3 litros por dia, mas isso também irá depender do seu peso e das suas atividades. Quando há falta de água, alguns sinais e sintomas aparecem. Cansaço, indisposição, dor de cabeça, tontura, fraqueza, pele e lábios ressecados são alguns deles. Sentir sede já pode ser um sinal da falta de líquido no organismo e por isso é melhor prevenir. Idosos e crianças pequenas desidratam com maior facilidade e, portanto, precisam de atenção redobrada na hora de fazer a reposição de água.

Portanto, alguns cuidados são indicados no verão:

Leve sua garrafinha de água com você para qualquer lugar! A perda de água pelo suor é muito intensa, o que faz também com que o corpo perca minerais como sódio, potássio, magnésio e cloro. Também consuma frutas, pois são ricas em fibras, vitaminas e sais minerais e água. Pera, uva e melancia são ótimas opções.

– Além da água, há outras boas opções para se hidratar como água de coco, isotônicos ou sucos naturais.

– O consumo de bebidas alcoólicas deve ser feito com moderação e nunca com o estômago vazio. Se for beber, intercale bebidas alcoólicas com muita água.

CLAUDIA: De que forma a alimentação pode influenciar nessa indisposição e nessa sensação de cansaço?

Dr. Breno da Silva Lozi, nutricionista: A alimentação diária no verão deve ser mais frequente e leve. A ingestão de muitas calorias requer muita energia do corpo no processo digestivo.  Portanto, as grandes refeições, como o café da manhã, almoço e jantar devem ser menores e muito ricas em termos de variedade. Opte por uma quantidade superior de vegetais folhosos verdes escuros, legumes e frutas da época.

Esses alimentos devem ser combinados com proteicas, como ovos e carnes magras grelhadas ou assadas. Uma refeição equilibrada com alimentos naturais auxilia no controle da saciedade do organismo. Portanto, o paciente não precisará comer compulsivamente para se sentir saciado. Outra dica importante para aumentar a saciedade é evitar ingerir líquidos durante as refeições. Prefira tomar meia hora antes de cada refeição. Dê preferência para os que estão gelados para possibilitar a troca de calor e refrescar o corpo antes de cada refeição.

CLAUDIA: Como driblar o calor em casos de tontura e indisposição extrema?

Dr. Breno da Silva Lozi, nutricionista: O banho gelado é uma excelente forma para refrescar o corpo por facilitar a troca de calor com o ambiente. Outra forma de driblar o calor é colocar compressas molhadas sobre os ombros.  Pulsos e virilha são regiões em que as glândulas sudoríparas, responsáveis pela produção do suor estão. Portanto, elas também devem ser alvo das compressas e toalhinhas molhadas por serem áreas mais sensíveis do corpo. Dessa forma conseguimos amenizar a fadiga e o cansaço.

Caso o calor cause mal-estar constante, o melhor a ser feito é se deitar por 15  minutos. Permanecer na posição horizontal faz com que o sangue circule melhor pelo corpo e atinja com mais facilidade o cérebro, evitando um possível desmaio.

LEIA TAMBÉM: Fórum CLAUDIA vai reunir mais de 20 mulheres CEOs

+ No BBB, Ayrton pede cama de casal para dormir de conchinha com a filha

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s