Chega de tabu: tudo o que você precisa saber sobre coletor menstrual

Amado por umas e temido por outras, o 'copinho de silicone' coleciona mitos e verdades

Apesar de ser muito falado atualmente, o famoso coletor menstrual não é uma criação recente. Desenvolvido nos Estados Unidos nos anos 1930 por Leona Chalmers, o ‘copinho de silicone’ armazena o sangue menstrual em vez de absorver. Diferente do absorvente, que deve ser trocado após quatro a seis horas de uso, o coletor pode permanecer inserido no canal vaginal por até 12 horas

Apesar de não ser um objeto novo, o uso do coletor ainda é considerado um tabu entre as mulheres. O fato de ser interno é visto como perigoso, anti-higiênico, há o medo de ocorrer vazamento e pensam que é difícil utilizá-lo, ou simplesmente a ideia de ser algo introdutório não as agrada.

Mas o coletor menstrual pode ser uma boa opção para quem não gosta de usar o tradicional absorvente. Para sanar as dúvidas e quebrar os tabus, CLAUDIA conversou com a médica Erica Mantelli, ginecologista, obstetra e sexóloga, que esclarece todas as nossas dúvidas.

Mulheres que nunca tiveram relações sexuais podem usar o coletor?
Pode! “É importante lembrar que o hímen é uma membrana muito fina, por isso, se o coletor não for colocado adequadamente, ela pode ser rompida. Porém, o fato de a mulher nunca ter feito sexo não é uma contraindicação. Converse com seu ginecologista“, diz.

Algumas mulheres acreditam que o sangue menstrual colhido pelo objeto é sujo e pode causar alguma infecção. É verdade?
Isso não é verdade. “É um sangue natural de dentro do útero. Dentro do coletor, ele não entra em contato com bactérias, então não apresenta odores ruins nem se torna perigoso para o corpo.”

O coletor menstrual machuca o canal vaginal?
Se colocado da maneira correta, não. “Se inserido com cuidado e sob boas orientações, a mulher se adapta muito bem. Com o tempo, se torna imperceptível. Ao menor sinal de dor, é importante retirá-lo e tentar introduzir novamente. Se a dor persistir, o ideal é ir ao médico.”

Todas as mulheres podem usar, sem restrições?
A grande maioria, sim. “O coletor não está indicado para mulheres em período pós-parto (uma vez que o colo do útero ainda está se fechando), mulheres com atuais infecções de urina, ou alguma infecção como vaginite ou corrimentos vigentes, como candidíase.

Quais são os benefícios do coletor menstrual?
Sustentabilidade é o principal agravante positivo. “O absorvente produz muito lixo, já o coletor não. É um dispositivo que pode ser usado de 5 a 10 anos, sem a necessidade de troca. Outro fator é que o silicone utilizado é hipoalergênico, então mulheres que apresentam alergias ao absorvente podem ser beneficiadas“, pontua. O coletor, que pode ser utilizado por até 12 horas, é muito benéfico para atletas, por exemplo, já que não marca na roupa e não causa vazamento.

Há a necessidade de higienizar em locais públicos? O que fazer?
Um dos maiores medos é surgir a necessidade de limpar seu coletor enquanto estiver fora de casa, como shopping, restaurantes… “Caso seja necessário limpar em público, o ideal é esvaziar o coletor no vaso sanitário, limpar primeiramente com um lenço umedecido, depois lavar e colocar novamente”, aconselha Dra. Erica.

Com que periodicidade devo lavar meu coletor menstrual?
Se a troca for durante o período menstrual, basta lavar e limpar com sabão neutro. Porém, quando é preciso guardá-lo para reutilizar no próximo mês, a rotina muda. “Aí sim é preciso ferver, podendo ser em uma panela comum.”

Qual tamanho devo escolher?
Isso depende da idade da mulher e se ela possui ou não filhos. “Tudo isso é fornecido na embalagem pelos fabricantes.”

Estou sentindo cólicas. É normal?
Não. “O coletor deve ser imperceptível e indolor. Se está causando dores, você deve retirá-lo imediatamente e ir ao médico.”

Posso usar lubrificante para inserir o coletor?
Sim! “Se o canal vaginal está seco e pouco lubrificado, é indicado o uso de lubrificante, mas desde que seja a base de água. Se produzido por outra substância, pode comprometer a qualidade do silicone”, explica.

Posso ir ao banheiro enquanto estou com o coletor?
Sim. “A mulher pode realizar suas atividades fisiológicas (urina e fezes) enquanto usa o coletor menstrual.”

Relações sexuais com o coletor: pode?
De forma alguma. “É totalmente contra-indicado e também não é um método contraceptivo. O coletor não impede a passagem de espermatozoides e não dificulta uma gravidez.”

A mulher que tem ciclo menstrual intenso pode usar o coletor menstrual?
Sim. “O coletor se adapta a qualquer ciclo menstrual, o único agravante é atentar-se ao horário de troca. Mulheres com fluxo muito intenso talvez não consigam ficar 12 horas sem esvaziar o coletor. É importante, nos primeiros dias de uso, observar como tudo se comporta”, conclui.

Mais lidas: Príncipe Harry confessa entrar em pânico quando vê avó no palácio