Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Casos e internações por Covid-19 entre crianças crescem em São Paulo

Entre outubro e novembro, foram 25 novas internações por Srag (Síndrome Respiratória Aguda Grave) em decorrência da Covid-19 no estado

Por Da Redação Atualizado em 16 dez 2020, 15h12 - Publicado em 16 dez 2020, 12h30

Hospitais públicos e privados de São Paulo registraram aumento de casos e internações por Covid-19 em crianças em novembro, em relação a outubro. As informações a seguir são da Folha de S. Paulo.

Dados da Secretaria Municipal da Saúde, das redes públicas e privadas de saúde, mostram que, entre crianças de até 10 anos, foram 43 internações por Srag (Síndrome Respiratória Aguda Grave) em decorrência da Covid-19 em novembro, contra 18 em outubro.

Segundo a reportagem, o Sabará Hospital Infantil, por exemplo, registrou um aumento de 3 para 12 nas internações infantis por Covid nesse período. Os diagnósticos positivos para a doença também aumentaram 90%.

Já no âmbito nacional, um levantamento inédito da Vital Strategies mostra que, de março a outubro, 6.303 crianças de zero a dez anos foram hospitalizadas no Brasil por Covid-19 e, dessas, 510 morreram. A maioria das crianças infectadas (75,4%) tinha menos de cinco anos, enquanto 24,6% não haviam completado o primeiro ano de vida.

Apesar de as crianças de até 10 anos representarem apenas 1,43% do total de internações e 0,31% das mortes por Covid-19 no país, os especialistas alertam para o fato de elas não são menos propícias a pegar a doença. Segundo o infectologista Francisco Ivanildo Oliveira, gerente médico do Sabará, em entrevista à Folha, na grande maioria dos casos, as crianças tendem a evoluir bem e têm menor necessidade de internação. Mas, assim como acontece com os adultos, se já tiverem problemas de saúde preexistentes, há riscos de complicações.

  • O que é mieloma múltiplo e como tratá-lo

    Continua após a publicidade
    Publicidade