CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

“As pessoas deveriam começar a trabalhar ou estudar às 10h da manhã”, aponta pesquisa

Estudo realizado pela Universidade de Oxford afirma que as pessoas dormem menos que o ideal para cumprir os horários de trabalho

Por Aline Gomiero Atualizado em 28 out 2016, 14h39 - Publicado em 15 set 2015, 10h56

Qual horário você costuma entrar no trabalho? Se a resposta for antes das 10h, talvez esteja na hora de negociar na empresa. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Oxford, as pessoas dormem menos que o ideal para cumprir os horários de  trabalho.

É isso mesmo: a fórmula do bom desempenho no trabalho inclui uma atividade barata: dormir! O sono de qualidade é fundamental para manter a produtividade. O período que se deve passar na cama varia de acordo com o organismo e idade da pessoa, mas a faixa saudável fica entre oito e nove horas por noite. O problema é que as pessoas não conseguem dormir tão cedo, mesmo quando precisam “madrugar”. Por isso, de acordo com o especialista em sono Paul Kelley, que acompanhou de perto a pesquisa, a mudança de horário poderia ser benéfica para os trabalhadores, já que não respeitar o relógio biológico incide numa série de problemas físicos e mentais, incluindo disfunção cognitiva, ansiedade, aumento de peso e pressão arterial elevada. 

Kelley assinala que o dia de trabalho deveria ser mais permissível ao ritmo de cada pessoa. Descrevendo a média de perda de sono por noite com diferentes grupos que acordam cedo, o pesquisador explica: “Entre os 14 e os 24 são mais de 2 horas de perda de sono. Para pessoas de idades entre 24, 30 ou 35 anos, é para perto de 1 hora e meia de perda de sono. Isso pode continuar até que tenhamos 55 anos, quando entra em equilíbrio outra vez. Aos 10 e aos 55 anos as pessoas dormem e acordam naturalmente ao mesmo tempo”. Assim, o horário ideal para pessoas entre 14 e 50 anos dar início as atividades seria às 10h da manhã. O estudo aponta, ainda, que crianças com idades entre oito e 10 anos não devem começar a estudar antes das 8h30. 

Saiba a hora de dormir

Segundo um outro estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente (IPOM), cerca de 69% dos brasileiros tem noites de sono ruins. 82% dessas pessoas sofrem com sonolência  e mno dia seguinte às noites mal dormidas. A boa notícia é que quatro dicas simples podem te ajudar a fugir desta porcentagem. Confira!

  1. É fundamental ter horário estipulado para ir pra cama. A rotina comanda o corpo e serve de estímulo para o sono.
  2. Antes de deitar, tente meditar. Isso significa desligar a mente, ficar quieta, longe do celular ou televisão, sentada em um lugar tranquilo e confortável ou caminhando em um local silencioso e seguro.
  3. Deite e pense em apenas em coisas boas. Tente lembrar de alguma viagem ou história de algum filme. Faça isso enquanto inspira e expira calmamente, sentindo as sensações da respiração no corpo.
  4. Relaxe! Quando perceber que a mente está dispersando, apenas traga-a de volta e, aos poucos, deixe os pensamentos irem embora.

Divulgação
Divulgação

 

Continua após a publicidade

Publicidade