Clique e assine com até 75% de desconto

Respondemos as perguntas mais buscadas sobre Kamala Harris no Google

Das origens e vida pessoal até sua trajetória política, esclarecemos suas dúvidas sobre a nova vice-presidente dos EUA

Por Gabriela Teixeira (colaboradora) Atualizado em 13 nov 2020, 15h09 - Publicado em 13 nov 2020, 14h30

As eleições são americanas mas o espetáculo é mundial, não se pode negar. Seja por um genuíno interesse na política internacional, pela chance de brincar com a demora da apuração ou pelo simples prazer de dar pitaco sobre quem poderá presidir do país pelos próximos quatro anos, é difícil encontrar quem, com acesso à internet ou televisão, tenha ficado totalmente alheio ao processo eleitoral dos Estados Unidos.

Este ano, porém, os holofotes não se concentraram apenas nos candidatos ao cargo de presidente, mas também iluminaram a possível (e agora confirmada) vice-presidente Kamala Harris. Toda atenção do público vem, claro, acompanhada de questionamentos: Quem é Kamala? Quais suas origens? O que ela defende?

Leia também: Por que Jill Biden poderá revolucionar o posto de primeira-dama nos EUA

E onde mais buscar as respostas destas perguntas que no grande oráculo virtual chamado Google? Segundo dados da plataforma, divulgados com exclusividade para CLAUDIA, as buscas pela então senadora dispararam nas últimas semanas, crescendo 11.960% entre os períodos da pré-eleição e da reta final da corrida presidencial.

O Brasil, aliás, foi um dos países que mais demonstraram interesse pela vice-presidente, especialmente entre o sábado (7) e a segunda-feira (9) de novembro. E mesmo tendo acabado de ser eleita, ela já acumula cá em nosso país quase o mesmo volume de buscas que Mike Pence, vice de Donald Trump, registrou durante todo o período em que esteve eleito.

Mas, afinal, o que os brasileiros querem saber sobre Kamala Harris? Em posse das oito perguntas mais pesquisadas sobre ela nos últimos dias, é o que buscaremos esclarecer abaixo.

Quem é Kamala Harris?

Bebê Kamala com sua mãe, Shyamala. Fotos: @kamalaharris/Instagram

Nascida em Oakland, Califórnia, Kamala Devi Harris é a filha mais velha de um casal de imigrantes. Seu pai, o jamaicano Donald Harris, era professor na Stanford University, e sua mãe, Shyamala Gopalan Harris, filha de um diplomata indiano, era pesquisadora do câncer de mama, atuando também como ativista dos direitos civis.

Quando Kamala tinha sete anos, seus pais se separaram e ela e a irmã, Maya, ficaram sob a guarda da mãe, com quem se mudaram para o Canadá cinco anos depois. De volta aos Estados Unidos, ela estudou ciências políticas e econômicas na Howard University, em Washington D.C. Posteriormente, se formou em direito pela Hastings College, na Califórnia, onde deu início a sua carreira como procuradora.

Apesar de mestiça, Harris é racialmente lida como negra, o que, em 2010, fez dela a primeira mulher negra e de origem indiana a ser eleita para o posto de Procuradora-Geral da Califórnia. Feito que repete agora ao conquistar a vice-presidência dos Estados Unidos.

Afiliada ao Partido Democrata, em 2015 ela anunciou sua candidatura ao Senado. Com uma campanha baseada em promessas de reforma dos sistemas criminal, judiciário e imigratório, aumento da renda mínima e proteção aos direitos reprodutivos das mulheres, ela se tornou uma das candidatas mais populares. Recebendo apoio até de Barack Obama e de seu então vice-presidente Joe Biden, Kamala ganhou com facilidade as eleições de 2016.

Ela chegou a se candidatar para as eleições presidenciais de 2020, mas desistiu em dezembro passado por dificuldades de sustentar a campanha e pelo baixo desempenho nas pesquisas. Meses depois, em agosto, foi anunciado que ela concorreria como vice de Biden.

Onde mora o vice-presidente dos EUA?

Official White House Photo by D. Myles Cullen/Reprodução

Enquanto a Casa Branca já tem lugar fixo no imaginário popular, pouco se ouve falar da moradia da vice-presidência estadunidense. Com o nome de Number One Observatory Circle, a casa fica localizada a apenas 4 quilômetros de distância da Casa Branca, nos terrenos do Observatório Naval dos Estados Unidos.

Construída em 1893 justamente para abrigar o superintendente do observatório, ela foi convertida na residência oficial do vice-presidente e sua família em 1974. Com 850 metros quadrados, a propriedade de três andares possui um hall de recepção, duas salas de estar, sala de jantar, diversos banheiros, duas cozinhas, lavanderia, dois escritórios, uma suíte master, cinco quartos, além de varanda, solário e piscina aquecida. 

Cada vice-presidente que passou por lá deixou seu toque pessoal na casa. Os Biden, por exemplo, construíram um jardim para representar as famílias que os antecederam, incluindo até os animais de estimação. Agora é esperar para ver o que Kamala trará de novidade para a Number One.

O que defende Kamala Harris?

Enquanto atuou como senadora, a democrata fez forte oposição às medidas de Donald Trump, especialmente aquelas relacionadas às políticas imigratórias. Uma de suas promessas de campanha, afinal, havia sido defender os imigrantes.

Ela também bateu de frente contra as tentativas do Partido Republicano de alterar o sistema de saúde nacional e assim torná-lo ainda menos acessível, e defendeu maior taxação de impostos para corporações e os mais ricos, além da descriminalização da maconha.

Parte dessas bandeiras também foram levantadas durante a corrida presidencial, junto com a defesa do meio-ambiente, aborto, o combate à violência das armas de fogo e um melhor enfrentamento da pandemia do coronavírus.

Os dois grandes focos da campanha foram o racismo estrutural e a violência policial que assolam o país. Nas redes sociais e em seus discursos, Kamala chegou a mencionar as mortes de George Floyd e Breonna Taylor, pedindo a prisão dos policiais responsáveis pelo assassinato da jovem de 26 anos.

Durante a campanha, no entanto, uma das críticas que recebeu foi a respeito da sua atuação como promotora distrital em São Francisco (de 2004 a 2011), quando defendeu uma política municipal que  exigia que a polícia entregasse jovens imigrantes ilegais às autoridades federais de imigração caso fossem presos suspeitos de cometer um crime, independentemente de terem sido condenados ou não.

Em sua defesa, o porta-voz de campanha de Kamala disse que a intenção dessa política municipal era que a polícia local não atuasse como agente de imigração o que poderia atrapalhar sua relação com a comunidade, mas confessou que, olhando para trás, tal política poderia ter sido aplicada de forma mais justa.

Quem é o marido da Kamala Harris?

@douglasemhoff/Instagram

Desde agosto de 2014, Kamala é casada com o advogado Douglas Emhoff. Os dois se conheceram em 2013, por meio de um encontro às escuras organizado por uma amiga em comum.

Continua após a publicidade

A química foi instantânea e já no dia seguinte, determinado a fazer dar certo, Douglas enviou um e-mail para Harris com uma lista de ideias para encontros que poderiam ter nos próximos meses. Cerca de um ano depois, ele a pediu em casamento e os dois se casaram em uma cerimônia intimista celebrada por Maya, a irmã de Kamala.

Atuando no ramo do entretenimento, o advogado chegou a pedir licença do trabalho para acompanhar a esposa pelo país durante a campanha eleitoral e bastam alguns minutos em suas redes sociais para perceber que ele é, sem dúvidas, um dos maiores apoiadores de Harris.

O casal não possui filhos juntos, mas ele é pai de Cole e Ella, frutos de seu primeiro casamento. Como filha de pais divorciados, a então procuradora fez questão de esperar até que seu relacionamento com Douglas estivesse realmente sério para conhecer os enteados.

“Eu sabia o quão difícil podia ser quando os pais começam a namorar outras pessoas. E estava determinada a não entrar nas vidas deles até que Doug e eu tivéssemos determinado que teríamos algo duradouro”, contou ela a Elle. “Crianças precisam de consistência; eu não queria entrar na vida deles como algo temporário porque não queria desapontá-los. Não há nada pior que desapontar uma criança.”

View this post on Instagram

A post shared by Kamala Harris (@kamalaharris)

Hoje Kamala se dá tão bem com os enteados que, em vez de chamá-la de madrasta, eles cunharam o carinho apelido de “Momala”, uma brincadeira com as palavras “mãe” e o nome dela. Kamala também mantém um bom relacionamento com Kerstin, a ex-esposa de Douglas e mãe de Cole e Ella, a quem chama de uma amiga querida.

Qual a idade de Kamala Harris?

Libriana, Kamala nasceu em 20 de outubro de 1964, o que significa que ela acaba de completar 56 anos de vida. E, mesmo estando na reta final da campanha, sua equipe fez questão de comemorar a data.

View this post on Instagram

A post shared by Kamala Harris (@kamalaharris)

Como pronunciar o nome da vice-presidente dos EUA?

Como “Kâmala”, com ênfase no ka e não no ma, como muitos podem pensar. Seu nome, aliás, vem do sânscrito, uma das línguas oficiais da Índia, e significa “flor de lótus”.

Qual era o trabalho de Kamala Harris antes de se tornar senadora?

Conforme já mencionado, Harris construiu uma sólida carreira trabalhando como procuradora na Califórnia. Durante esse período, enquanto lidava com casos de violência de gangues, abuso sexual e tráfico de drogas, ela conquistou a reputação de ser durona e independente, não se deixando abalar ou influenciar pelas pressões de quem discordava da maneira como agia.

Enquanto subia na hierarquia, Kamala construiu um legado ao iniciar programas para a reinserção e reeducação de réus primários, e proteção para crianças e adolescentes LGBTQ+ contra crimes de ódio. Também fez oposição à preposições que visavam impedir o casamento entre pessoas do mesmo sexo, se declarando apoiadora da união homossexual.

Quando Kamala Harris tomará posse como vice-presidente?

Mesmo que Trump cumpra a promessa de resistir à transição de poder, é esperado que no dia 20 de janeiro de 2021, uma quarta-feira, Harris e Biden compareçam ao Capitólio, em Washington D.C, para a cerimônia de posse. Lá, como manda a tradição, ambos prestarão juramento, prometendo proteger e defender a Constituição do país.

Bônus

Não se trata exatamente de uma pergunta, mas uma das buscas mais populares envolvendo a democrata é “Kamala Harris dançando”. Inusitada, a pesquisa está relacionada aos diversos vídeos em que ela aparece arriscando alguns passos com seus apoiadores em eventos oficiais e que mostram que, ainda que seja impossível prever o que os próximos quatro anos reservam, podemos ao menos esperar uma boa dose de momentos descontraídos protagonizados pela nova vice-presidente.

Veja também: Luciana Borio: a brasileira convidada por Biden para lutar contra a Covid

+ Estas vitórias femininas nas eleições dos EUA são símbolos de progresso

+ Mulheres do Brasil une candidaturas femininas a favor da democracia

O que falta para termos mais mulheres eleitas na política

Continua após a publicidade
Publicidade