Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Vice-presidente de conteúdo da Marvel defende corpos reais de heroínas

Sana Amanat também falou censura na Bienal do livro no Rio de Janeiro

Por Da Redação Atualizado em 17 fev 2020, 11h16 - Publicado em 29 nov 2019, 16h00

A vice-presidente de conteúdo da Marvel, Sana Amanat, está participando do Wired Festival no Rio de Janeiro, onde faz uma palestra nessa sexta (29). Em uma entrevista, ela comentou sobre a decisão do prefeito do Rio Marcelo Crivella de tentar censurar um quadrinho da Marvel que mostrava um beijo entre dois homens na última Bienal do Livro.

“Não posso comentar sobre a opinião das pessoas, cada família tem a sua, mas há histórias e personagens em diferentes formatos para pessoas diferentes. Depende do indivíduo escolher o que quer consumir, mas não acho que podemos censurar os criadores por causa disso”, disse em entrevista para o O Globo.

Uma das criações mais famosas de Sana foi Kamala Khan, a atual Ms. Marvel, que é de origem paquistanesa como a vice-diretora, e é a primeira personagem muçulmana a ter sua própria revista. Um sucesso de vendas, a HQ venceu o Hugo Award de 2015 e agora ganhará uma série de TV no Disney+.

Sana também falou sobre a decisão de modificar a aparência sexualizada das personagens nos quadrinhos, como fez com Kamala. Atualmente, elas têm corpos mais realistas e roupas mais discretas. “O clássico look da Marvel era o boob and butt shot, em que a mulher torcia tanto o corpo que você conseguia ver os peitos e a bunda ao mesmo tempo, o que é completamente impossível (risos). Não fazia sentido. Nós pensamos muito no efeito que isso tem em jovens mulheres”, explicou.

Leia mais: Fernanda Young ganha prêmio Jabuti três meses após sua morte

+ Carla Diaz fala sobre pressão emocional em viver Suzane Von Richthofen

PODCAST – Como consumir menos, de forma consciente e inteligente

Continua após a publicidade
Publicidade