Vice-presidente de conteúdo da Marvel defende corpos reais de heroínas

Sana Amanat também falou censura na Bienal do livro no Rio de Janeiro

A vice-presidente de conteúdo da Marvel, Sana Amanat, está participando do Wired Festival no Rio de Janeiro, onde faz uma palestra nessa sexta (29). Em uma entrevista, ela comentou sobre a decisão do prefeito do Rio Marcelo Crivella de tentar censurar um quadrinho da Marvel que mostrava um beijo entre dois homens na última Bienal do Livro.

“Não posso comentar sobre a opinião das pessoas, cada família tem a sua, mas há histórias e personagens em diferentes formatos para pessoas diferentes. Depende do indivíduo escolher o que quer consumir, mas não acho que podemos censurar os criadores por causa disso”, disse em entrevista para o O Globo.

Uma das criações mais famosas de Sana foi Kamala Khan, a atual Ms. Marvel, que é de origem paquistanesa como a vice-diretora, e é a primeira personagem muçulmana a ter sua própria revista. Um sucesso de vendas, a HQ venceu o Hugo Award de 2015 e agora ganhará uma série de TV no Disney+.

Sana também falou sobre a decisão de modificar a aparência sexualizada das personagens nos quadrinhos, como fez com Kamala. Atualmente, elas têm corpos mais realistas e roupas mais discretas. “O clássico look da Marvel era o boob and butt shot, em que a mulher torcia tanto o corpo que você conseguia ver os peitos e a bunda ao mesmo tempo, o que é completamente impossível (risos). Não fazia sentido. Nós pensamos muito no efeito que isso tem em jovens mulheres”, explicou.

Leia mais: Fernanda Young ganha prêmio Jabuti três meses após sua morte

+ Carla Diaz fala sobre pressão emocional em viver Suzane Von Richthofen

PODCAST – Como consumir menos, de forma consciente e inteligente