CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

‘Super Chico’ é vacinado com a primeira dose da vacina contra Covid-19

"Evento mais esperado do ano", disse a mãe do pequeno, que é fenômeno nas redes sociais

Por Sarah Catherine Seles 20 jan 2022, 17h06

O pequeno Francisco Guedes Bombini, conhecido como “Super Chico” nas redes sociais, recebeu a primeira dose da vacina infantil contra a Covid-19 na última quarta-feira (19), em Bauru (SP). O menino de 5 anos já foi diagnosticado com a doença duas vezes.

A vacina foi aplicada em uma de suas pernas, já que Chico não tem uma musculatura firme nos braços por conta de problemas de desenvolvimento. Ele fez 5 anos em outubro do ano passado e recebeu o imunizante após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar o uso da Pfizer em crianças de 5 a 11 anos.

A advogada Daniela Guedes Gambini, mãe do “Super Chico”, esperava ansiosamente pelo dia da vacinação. Em entrevista ao G1, ela contou que desde o começo da pandemia acompanha os órgãos regulatórios, a Anvisa e médicos.

Após receber todas as informações sobre as vacinas, Daniela aproveitou para aconselhar que a população também busque saber mais sobre os imunizantes, que são capazes de conter o avanço na propagação do vírus. “Os dados científicos são os que me importam e não aquilo que recebo, aleatoriamente, por mensagens. Sem contar que tenho muitos profissionais de saúde na família e todos são pró-vacina, assim como todos os médicos do Chico. Busquem a informação correta e deixem de acreditar em inverdades e mitos”, disse a mãe do pequeno em entrevista ao portal.

View this post on Instagram

A post shared by Dani Guedes Bombini SUPERCHICO (@daniguedesbombini_superchico)

Continua após a publicidade

Com alegria, a advogada compartilhou em suas redes que a vacinação de seu filho era o “evento mais esperado do ano”.

As duas vezes que o pequeno testou positivo para Covid-19, ele teve que ser internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). E, por isso, antes da tão esperada primeira dose, a mãe de Chico já havia compartilhado suas expectativas com o veículo.

“Não vejo a hora aplicarem a vacina contra Covid-19 em Chico! Nossa expectativa é super alta e positiva. Ficamos felizes com a liberação e queremos vacinar nosso Chiquinho, sim! Principalmente, por ter tido a doença duas vezes já, e por suas comorbidades!!”, disse na época.

O pequeno ganhou o apelido de “Super Chico” por já ter vencido muitas batalhas desde que nasceu e até mesmo no ventre. O nome, famoso nas redes, foi inspirado nos heróis e em São Francisco de Assis. Chico, que tem síndrome de Down, nasceu prematuro e já passou por sete cirurgias, sendo uma delas ainda quando estava no útero da mãe. Os tratamentos médicos foram realizados para tratar problemas renais, cardíacos e hipotireoidismo.

Continua após a publicidade

Publicidade