CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Princesa Haya pede ordem protetiva contra casamento forçado dos filhos

A esposa do emir de Dubai também solicitou uma medida contra assédio e ameaças

Por Da Redação Atualizado em 17 fev 2020, 14h59 - Publicado em 31 jul 2019, 18h51

Após fugir dos Emirados Árabes, a princesa Haya Bint Al Hussein, esposa do xeque e emir de Dubai Mohammed bin Rashid Al Maktoum, acaba de entrar com uma solicitação na Suprema Corte da Inglaterra pedindo uma ordem de proteção para evitar que um de seus filhos seja forçado a se casar. Na lei inglesa, a ordem impede que uma pessoa se case contra a própria vontade e também ajuda quem já foi forçado ao matrimônio.

Veja o que está bombando nas redes sociais

A princesa também pediu que a justiça britânica assuma a custódia do filho Zayed, de 7 anos, o que tornaria o tribunal responsável por importantes decisões ligadas ao futuro da criança. Além disso, Haya solicitou uma medida protetiva contra assédio e ameaças. Ainda não se sabe contra quem o pedido está relacionado.

A embaixada dos Emirados Árabes Unidos em Londres se recusou a “comentar alegações sobre a vida privada de indivíduos”. Procurados pela Agência Reuters, representantes do xeque também não se manifestaram.

Quem é Haya e por que fugiu

Nascida na Jordânia, a princesa é filha do falecido rei Hussein e meia-irmã do atual monarca do país, Abdullah II. Em 2004, ela se casou com Mohammed, tornando-se sua sexta e mais recente esposa. O casal tem duas crianças: uma menina, Al Jalila, de 11 anos, e um garoto, Zayed, de 7.

Continua após a publicidade

Ainda é incerto o que realmente teria levado a Haya a abandonar o marido, mas fontes próximas à princesa afirmam que ela teria descoberto informações preocupantes sobre o retorno de sua enteada, a princesa Latifa, que havia tentado escapar dos Emirados Árabes no ano passado, mas foi interceptada por homens armados na costa da Índia e levada de volta.

Inicialmente, Haya posicionou-se de forma favorável às declarações oficiais, acreditando na versão do marido. Contudo, depois teria descoberto que Latifa foi torturada, forçada a retornar e, supostamente, estaria presa.

As descobertas fizeram com que ela sofresse uma hostilidade e pressão por parte de familiares do marido, ao ponto de não se sentir mais segura em Dubai. Agora ela teme ser sequestrada e também ser levada à força para os Emirados Árabes.

Leia também: Influenciadora é achada morta dentro de mala

+ Susto no palácio: torturador se aproxima dos filhos de William e Kate

Relacionamento abusivo: saiba se você está em um no podcast Senta Lá, CLAUDIA

Continua após a publicidade

Publicidade