Roteirista premiará obra que não tiver violência contra a mulher

Bridget Lawless, roteirista britânica e criadora do prêmio, focará somente em filmes de suspense

A roteirista e escritora britânica Bridget Lawless criou um prêmio literário cujo requisito para participar é apenas um: nenhuma mulher na história deve apanhar, ser perseguida, molestada, estuprada ou assassinada. 

Staunch Book Prize abrange somente thrillers (filmes de suspense) e é uma resposta da escritora ao alto índice de violência contra a mulher presente em alguns filmes.

Leia mais: Violência doméstica contra a mulher – quando você pode – e deve – acionar a justiça

Em entrevista ao The Guardian, Bridget diz acreditar que é a hora de mudar. “O prêmio convida escritores de suspense a criar boas histórias sem recorrer ao velho clichê _particularmente personagens femininas que são molestadas ou mortas”, afirma.

Podem participar escritores(as) com o idioma do material em inglês. Outro requisito principal é o livro ter sido publicado em até 18 meses antes do encerramento das inscrições, dia 15 de julho. O prêmio, de 2 mil euros, será pago pela própria roteirista.

As inscrições abrirão no dia 22 de fevereiro, e o vencedor(a) será anunciado dia 25 de novembro, data do Combate À Violência Contra A Mulher.

Leia mais: #EuSouSobrevivente – Vítimas de estupro fazem campanha contra a violência sexual

Leia também: Kate Middleton cortou o cabelo por um motivo nobre