Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

‘O Outro Lado do Paraíso’ irá mostrar abuso sexual infantil

Violência doméstica está sendo retratada na novela da TV Globo. Para a próxima frase, eles preparam outro tema importante

Por Da Redação 31 out 2017, 18h26

A novela O Outro Lado do Paraíso começou há pouco tempo, mas já tem acendido um debate importante entre a população, que é a violência doméstica. O autor Walcyr Carrasco, no entanto, quer abordar mais um assunto que segue sendo tabu na dramaturgia brasileira: o abuso sexual infantil.

Segundo o Notícias da TV, o tema passará a ser retratado na segunda fase da novela, que começa no dia 24 de novembro, mas alguns sinais do que está por vir já estão sendo mostrados.

Leia mais: Novela ‘O Outro Lado do Paraíso’ retrata violência doméstica

Laura, interpretada pela atriz mirim Luísa Bastos, 9 anos, já demonstrou que não gosta do padrasto, o delegado Vinícius (Flavio Tolezani), em cena que foi ao ar no dia 24 (reveja). Na ocasião, Laura fez questão de ressaltar que ele não é seu pai e se mostrou incomodada quando Vinícius disse que iria para uma festa com “as mulheres mais bonitas”.

Raquel Cunha/Rede Globo

A mãe Lorena (Sandra Corveloni) foi abandonada pelo pai da menina e é muito apaixonada pelo marido, o qual ela acredita ter acolhido Laura como uma filha desde que ela era um bebê. Por isso, Lorena fica incomodada e discute com a filha por seu comportamento perante a Vinícius.

Veja também: O Outro Lado do Paraíso: As paisagens deslumbrantes do Tocantins

Em breve, o desconforto ficará ainda mais aparente. Em uma cena, ela se negará a sentar ao lado do padrasto para assistir TV. Em outro momento, Vinícius se oferecerá para fechar uma gargantilha em seu pescoço e Laura ficará paralisada, entre outras situações.

Com a passagem de dez anos entre a primeira e a segunda fase, a atriz Bella Piero, 21 anos, assumirá o papel de Laura, que será uma jovem introspectiva. Ainda não foi divulgado como o tema será apresentado, mas, segundo o Notícias da TV, cenas de flashback serão gravadas para explicar o trauma da menina.

Continua após a publicidade
Publicidade