Mulher que matou os filhos gêmeos não será julgada por homicídio

Samantha Ford admitiu ter afogado os bebês de quase 2 anos

Samantha Ford, de 38 anos, não será julgada pelo homicídio de seus filhos gêmeos, Jake e Chloe. O crime ocorreu na Inglaterra no dia 26 de dezembro e, meses depois, Samantha confessou ter afogado as crianças depois do fim do seu casamento com Steven Ford, pai dos bebês.

Apesar da confissão, a mulher apresentou um laudo psiquiátrico que diz que seu estado mental não é completamente normal. Os juízes aceitaram o apelo e ela poderá ser tratada em um centro de tratamento para distúrbios mentais ao invés de presa por homicídio.

Veja o que mais bombou nas redes sociais

O promotor responsável, Edward Brown, disse que é um caso muito delicado e foi analisado minuciosamente várias vezes, levando em consideração o atestado de condições mentais de Samantha, feito por um médico, para chegar à decisão. “Nós seguimos instruções e, claro, ouvimos o pai das crianças e assim decidimos que os apelos são válidos e ela não será julgada pelos dois homicídios”, disse o promotor.

Samantha e Steven com os gêmeos Chloe e Jake

Samantha e Steven com os gêmeos Chloe e Jake (Reprodução/)

O crime

Samantha se envolveu em uma batida de carro na madrugada do dia 26 de dezembro, em Kent, na Inglaterra, onde vivia. Quando a polícia chegou ao local do acidente, a mulher pediu que os policiais fossem até a sua casa para ver como estavam seus filhos. Quando chegaram, por volta das 3:30, os dois bebês estavam mortos.

Segundo os patologistas, Chloe e Jake provavelmente foram mortos no dia anterior. Eles estavam vivendo com a mãe em uma casa alugada depois da separação de Samantha e Steven. A mulher só confessou o crime meses depois.

O pai das crianças diz estar devastado com o ocorrido. “Foi o pior dia da minha vida. Não consigo dormir direito até hoje”. Ele posta regularmente fotos e textos homenageando os filhos em suas redes sociais

Leia mais: Irmã de Rafael Miguel faz desabafo: “Trauma foi gigantesco, mas seguirei”

+ Macaulay Culkin está sendo cotado para viver o Coringa

Vote e escolha as vencedoras do Prêmio CLAUDIA