Mulher é morta horas depois de prestar queixa contra namorado

O crime aconteceu na casa da jovem, morta a facadas. A mãe dela também foi agredida

Logo no início da última sexta-feira (08), Dia Internacional da Mulher, Jhonatan Campos, 22 anos, postava uma homenagem à sua namorada no Facebook. No dia seguinte, depois de uma briga entre o casal, que levou Lidiane Oliveira, 24 anos, a prestar uma queixa contra ele, o jovem matou a namorada a facadas.

O crime aconteceu em Ponta Grossa, no Paraná, na noite de sábado (09). Segundo o delegado Nagib Palma, da 13ª Subdivisão Policial, o casal teve um conflito ao voltar de um bar e, depois que o homem quebrou objetos da casa da mulher, ela ligou para a polícia e registrou um boletim de ocorrência contra ele.

Leia mais: Atriz de série infantil revela luta contra anorexia desde os 11 anos

 (Facebook/Reprodução)

O namorado, que morava com Lidiane há cinco meses, teria voltado à casa durante a madrugada e entrado pela porta dos fundos. A mulher estava tomando banho quando Jhonatan a surpreendeu com uma faca. Ele esfaqueou a mulher, que, ao tentar fugir e pedir socorro, não resistiu.

Durante a agressão, a mãe de Lidiane, de 60 anos, interveio, tentando ajudar a filha. “Ela também foi esfaqueada e levada, em seguida, para o Hospital Regional”, disse o delegado.

Leia mais: Estudante é estrangulada com fio de computador; namorado é suspeito

Ainda segundo o policial, Lidiane já morava no município, enquanto Jhonatan se mudou pouco depois do começo do namoro. O jovem, que ainda não foi encontrado pela polícia, morava na casa onde ela vivia com a mãe desde então.

Nas redes sociais, amigos da vítima de feminicídio lamentam o ocorrido e cobram por justiça. As pessoas ainda compartilham o post que Jhonatan teria feito no Dia da Mulher. No geral, a declaração chamou atenção por ter sido feita no dia anterior ao crime.

 (Facebook/Reprodução)

Veja mais: Jovem de 18 anos sofre estupro coletivo e é achada morta em cisterna

Siga CLAUDIA no Youtube